Cada vez mais próximo dos EUA, ministro lança selo com astronauta americana

Evento da embaixada norte-americana

50 anos da chegada do homem à Lua

Hora é ‘imprópria’ para greve nos Correios

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes –que também é astronauta– lançou nesta 4ª feira 1 selo comemorativo aos 50 anos da chegada do ser humano à Lua, em evento da embaixada dos Estados Unidos no planetário de Brasília. A cerimônia contou ainda com a presença da primeira mãe a ir para o espaço, Dra. Anna Fisher.

O governo brasileiro tem se aproximado cada vez mais do governo Trump. Pontes acredita que a participação no evento comemorativo é mais 1 passo nessa direção.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“Essa aproximação é extremamente vantajosa para o país. Eu tenho trabalhado com os Estados Unidos durante bastante tempo por causa da Nasa e outras organizações que trabalham em conjunto. Isso abre perspectivas muito grandes não só no programa espacial mas em outros tipos de cooperação. Cooperação comercial, cooperação técno-científica em outras áreas também”, explicou.

Além dos dois cientistas e astronautas, compareceram também o presidente dos Correios, General Floriano Peixoto, o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, e o encarregado de negócios da embaixada dos EUA, William Popp. “Nós estamos aproveitando esse momento para lembrar dessa data muito importante, mas também é 1 momento muito importante na relação Brasil e Estados Unidos particularmente na área do espaço”, afirmou Popp.

Ele também lembrou dos avanços na área de Pontes já alcançadas durante a gestão de Bolsonaro. “Tivemos a assinatura do acordo de salvaguardas tecnológicas em março, quando o presidente Bolsonaro foi a Washington. Uma vez que for ratificado pelo Congresso, vai abrir 1 espaço pra o lançamento comercial de foguetes de Alcântara….É 1 momento de muita colaboração espacial e muito mais possibilidades para o futuro também”, completou.

O presidente Bolsonaro tem elencado como 1 de suas principais bandeiras a reaproximação entre os 2 países. Ele até quer indicar seu próprio filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para ser embaixador em Washington D.C..

MOMENTO IMPRÓPRIO

Questionado sobre uma possível declaração de greve por parte dos funcionários dos Correios, empresa subordinada à pasta, o ministro disse que este seria 1 momento “impróprio”, já que o Brasil está “decolando”.

“É 1 momento muito impróprio, eu diria, por causa de tudo que tem acontecido no Brasil. A gente está num momento em que a gente precisa decolar”, argumentou emendando: “Igual você ter algum problema durante a decolagem, mas eu tenho certeza que tudo isso vai ser resolvido de maneira satisfatória. Tanto para a empresa quanto para aqueles que têm ali na empresa o seu ganha pão”.

Fonte Poder360
você pode gostar também