Tocantins irá oferecer assistência técnica para 3,2 mil pequenos empresários

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Foi firmado nesta quarta-feira, 18, o termo de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado da Industria, Comercio e Serviços e a Secretaria Extraordinária de Participações Sociais e Politicas de Governo do Estado do Tocantins para avançar na implementação do projeto Tocantins Empreendedor. O Ato ocorreu na sede da Secretaria de Industria, Comercio e Serviços (SICS) em Palmas-TO.
O projeto tem como objetivo capacitar, apoiar, orientar e acompanhar a abertura e gestão de novos negócio ou negócios que já existam e estão na informalidade, abrangendo suas mais diversas especificidades, de uma forma descomplicada e objetiva, que se adeque à realidade de cada cidadão atendido. Ao todo o programa capacitará 3.200 trabalhadores informais para que ao final das ações se formalizem e tenham aumento em sua renda, gerando novos empregos e desenvolvimento das comunidades locais.
O projeto faz parte do Programa de Impulsionamento da Industria, Comércio e Serviços (PICS) e se direciona à população de maior vulnerabilidade social que hoje está na informalidade, tendo alcance nos 139 municípios, focando no desenvolvimento local.
Para o Secretário da Industria, Comercio e Serviços, Carlos Humberto Lima, a iniciativa garante o fortalecimento das localidades: “O Tocantins Empreendedor representa a mão amiga do Governo do Estado, apoiando, orientado, capacitando e acompanhando o dia-a-dia daquele trabalhador informal que quer crescer, gerar mais renda, melhorar a qualidade de vida da sua família e contribuir com a sua comunidade local através do serviço que ele presta, antes na informalidade e a partir de agora na formalidade.”.
Segundo o Secretário Extraordinário de Participações Sociais e Políticas de Governo, Marcos Milhomens, que coordenará o projeto, o foco principal é trazer dignidade às pessoas “Vamos atender quem mais precisa do apoio do Governo do Tocantins e o mais importante: dar autonomia e qualificação para essas pessoas. Serão 3.200 negócios alcançados. Ao final do projeto, esses negócios gerarão novos empregos, fortalecimento do comercio local, melhora da qualidade dos serviços prestados e, famílias que antes estavam em situação de vulnerabilidade social, estarão agora contribuindo com sua comunidade.”, pontuou o Secretário.

você pode gostar também
×