Nego do Borel registra B.O contra Duda Reis por “crimes contra a honra”

Segundo o delegado Alan Luxardo, da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), influenciadora será intimada a prestar depoimento nos próximos dias

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


O cantor Leno Maycon Viana Gomes, o Nego do Borel, registrou boletim de ocorrência (B.O) na tarde desta quarta, (13), contra a ex, a atriz e influenciadora Maria Eduarda Reis Barreiro, a Duda Reis, por “crimes contra a honra” (injúria, calúnia e difamação). Segundo o músico, a influencer o acusou de inúmeras inverdades em sua rede social. A informação foi confirmada à Quem nesta quinta-feira (14) pelo delegado Alan Luxardo, da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), onde o músico resgistrou o B.O. “Ele registrou um boletim por crimes contra a honra e a Maria Eduarda será intimada a prestar depoimento nos próximos dias. O cantor alega que as coisas que a ex falou na internet não são verídicas. Mais para frente, vão ser anexados à investigação alguns documentos”, disse o delegado.

Procurada por Quem, a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, confirmou que o caso foi registrado na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes). “Todos os envolvidos serão ouvidos na unidade policial. Outras diligências estão sendo realizadas para esclarecer o caso”, afirmou a assessoria.

Duda publicou uma série de vídeos nesta quarta-feira (13) dando detalhes sobre seu relacionamento com Nego do Borel. Ela afirmou que o cantor iria se pronunciar sobre suas acusações de relacionamento abusivo. “Não falei metade do que vivi. A primeira estratégia de um abusador é fazer a vítima se passar como louca e é justamente o que ele vai fazer hoje. (…) Ele vai se pronunciar. Ele se juntou a uma advogada criminalista, focada em crimes contra a mulher, que homens realizam”, começou ela.

“Eu era muito manipulada, me ameaçava. Ele dizia que ia mandar matar minha família (…) Me sentia um rato num beco sem saída. Eu sabia de tudo que ele fazia, das coisas ilícitas que ele está envolvido, não cabe a mim falar. Sempre tive medo dele, eu era dependente emocional dele. Ele me passava que nunca na vida ia me querer (…). Eu apanhava e depois recebia amor. Eu passei três anos achando que amor era apanhar e depois receber um beijo. Sofri, sim, agressão física. Teve um episódio que ele me empurrou tão forte que eu caí em cima de cadeiras, que me machuquei. Um amigo dele, uma figura pública, entrou no meio para apartar a briga, para segurar. Isso vai fazer parte de uma das agressões do boletim de ocorrência que estou abrindo contra ele”, afirmou Duda.

A atriz disse que algumas profissionais que trabalhavam em sua casa vão dar depoimentos sobre o comportamento de Nego. “Elas morriam de medo dele. Elas vão me ajudar (…). Tudo o que ele faz é para aliviar a barra dele como artista. Ele só pensa nele. Ele tem um instinto de sobrevivência surreal, ele não pensa em ninguém. Todas as vezes que manifestei foi por pressão dele, da assessoria. Eu me afastei com todos os meus amigos, minha família.”

Na manhã de quinta-feira (14), Duda foi Delegacia de Defesa da Mulher em São Paulo acompanhada de sua advogada, Izabella Borges. “É um mix de sentimentos que estou sentindo. Queria agradecer muito minhas advogadas, por todo o acolhimento que recebi da Delegacia e obrigada pelo apoio de vocês”, citando ainda outra advogada, a ex-BBB Gizelly Bicalho.

Fonte revistaquem
você pode gostar também