Palmas registra 200 novos casos e três mortes por complicações da doença

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O Boletim Epidemiológico Nº 346 deste domingo, 28, confirma mais 200 novos casos de coronavírus em Palmas após a realização de 405 testes. Os novos pacientes acometidos pelo vírus são 114 mulheres e 86 homens. Do número, 199 pacientes encontram-se em isolamento domiciliar e um está hospitalizado. O informe também aponta três mortes por complicações decorrentes da enfermidade e agora a Capital soma 267 mortes pela doença. A taxa de letalidade é de 0,95%.

O 265º óbito ocorreu no último dia 25. A vítima é um idoso de 90 anos de idade, hipertenso e com sequelas de AVC. O 266º foi registrado no dia 27 de fevereiro, trata-se de um homem de 49 anos de idade, diabético e hipertenso. A 267º morte é de uma idosa de 71 anos, tabagista. Ela veio a óbito no último dia 27.

A Capital registra 120.754 notificações para a síndrome gripal, número que inclui casos suspeitos para Covid-19, sendo: 50.016 descartados e 28.220 casos confirmados (números acumulados). Desse número, 25.128 estão recuperados, após 98 receberem alta neste domingo.

A Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) informa que o Município encerra esta semana com 1.415 casos. É o maior número registrado desde a semana 35, em agosto do ano passado, quando a Capital teve 1.565 casos em uma única semana. O Município reforça o pedido para que as pessoas sigam cumprindo as medidas sanitárias para que o vírus reduza sua circulação na cidade.

Ocupação hospitalar e internações

Neste domingo, a taxa de ocupação geral de leitos em Palmas é de 81,9%. A taxa de ocupação de leitos clínicos públicos e privados é de 78,2%. Já os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), públicos e privados, estão 86,2% ocupados.

A respeito dos leitos de estabilização nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), a taxa de ocupação da UPA Norte é de 55,9%, já na UPA Sul é de 28,6%.

Na Capital, 204 pessoas estão internadas por causas ligadas à Covid-19. É o terceiro dia de recorde de internados. Do número, 141 (69,9%) são residentes de Palmas e 60 (30,9%) moradores de outras cidades e/ou estados.

Fonte portalstylo
você pode gostar também