Hospital Geral de Palmas realiza primeira neuroendoscopia pediátrica para tratar hidrocefalia

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O Hospital Geral de Palmas (HGP) realizou com sucesso a primeira cirurgia neuroendoscopia pediátrica por meio de cirurgia de vídeo (usando a tecnologia da telemedicina). A paciente de um ano e meio nasceu com hidrocefalia congênita, com a presença de cistos cerebrais, utiliza válvula para ajudar a eliminar o excesso de líquido no cérebro e teve a oportunidade de fazer o procedimento realizado em poucos estados do país.

“A neuroendoscopia é um material específico para cirurgia de crânio guiada por vídeo (um monitor disponível ao cirurgião) e o endoscópio rígido introduz no crânio para identificar os cistos cerebrais. A cirurgia neuroendoscopia é considerada minimamente invasiva, onde é feito um pequeno corte. O objetivo da neuroendoscopia é comunicar os cistos intracranianos”, explicou o neurocirurgião do HGP, Vinicius Bessa que acompanhou o procedimento.

O especialista acrescenta ainda que “há outras indicações para a neuroendoscopia na prática médica como: estenose do aqueduto, tumores (neoplasias) no interior do ventrículo para realizar biópsia”, disse.

O diretor geral do HGP, Leonardo Toledo destacou o trabalho dos profissionais. “É uma satisfação muito grande contarmos com profissionais qualificados que podem realizar este tipo de procedimento de alta complexidade na área de neurocirurgia no HGP”, enfatizou.

A ação contou com os médicos neurocirurgiões Roberto Morisco, Pedro Henrique e Eduardo Pacheco e a equipe do serviço de neurocirurgia , além do suporte dos servidores do centro cirúrgico do HGP.

O Serviço de neurocirurgia

O Hospital Geral de Palmas é referência na região norte na realização de cirurgias intracranianas. Em 2019 foram executadas quase 600 procedimentos incluindo arteriografias.

Fonte conexaoto
você pode gostar também