Vacina da Janssen pode causar novos efeitos adversos, segundo Anvisa

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Após analisar registros de efeitos adversos de vacina contra a covid-19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou que a farmacêutica Janssen (Johnson & Johnson) atualizasse a bula de sua fórmula. O pedido foi divulgado na última sexta-feira (17) e, em até 30 dias, a bula brasileira do imunizante contra o coronavírus SARS-CoV-2 deve estar atualizada.

“Com o passar do tempo de comercialização e uso de quaisquer medicamentos no mundo todo, incluindo as vacinas, novos eventos adversos podem ser identificados.  É por isso que existe a farmacovigilância, que acompanha e avalia sistematicamente o perfil benefício-risco das vacinas”, ressalta a Anvisa, em nota sobre o procedimento que é considerado padrão.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Através do pedido, a Anvisa solicita a inclusão dos seguintes possíveis efeitos adversos da vacina contra a covid-19, considerados leves:

  • Linfadenopatia (aumento do tamanho e/ou número de linfonodos, como o aparecimento de caroços no pescoço);
  • Parestesia (sensação de dormência em alguma parte do corpo);
  • Hipoestesia (diminuição da sensibilidade da pele);
  • Tinido (zumbido no ouvido);
  • Diarreia;
  • Vômitos.

Vale destacar que, até o momento, “os benefícios de todas as vacinas aprovadas pela Anvisa superam seus riscos”, informa a agência.

Como notificar efeitos adversos de vacinas?

Para facilitar a notificação de efeitos adversos de vacinas e de remédios, a Anvisa lançou um novo formulário. Dessa forma, a agência busca facilitar e agilizar o relato do cidadão sobre as suspeitas desses eventos.  Isso porque pessoas que não são profissionais da saúde podem acessar o canal.

O espaço é destinado para que usuário relatem “suspeitas de problemas durante o tratamento, como reações adversas, ausência ou redução do efeito, erros de medicação, interações entre medicamentos diferentes e uso com finalidade diferente do indicado na bula (off label)”. Além disso, quem escreve pode notificar um fato mesmo sem a certeza que foi um medicamento ou vacina que causou o problema.

Para acessar o formulário da Anvisa, clique aqui.

Fonte: Anvisa

Fonte canaltech
você pode gostar também