Bolsonaro conversa com Putin sobre compra da Sputnik V: “Grande possibilidade”

Vacina não tem aprovação da AnvisaAgência inspecionará instalações na Rússia

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conversou por telefone com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, na tarde desta 3ª feira (6.abr.2021). Na reunião discutiram sobre a possibilidade de o Brasil comprar doses da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya.

Em nota, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) da Presidência da República afirmou que Bolsonaro tem interesse na aquisição da vacina e em sua fabricação no Brasil. Também participaram da ligação os ministros Marcelo Queiroga (Saúde), Carlos Alberto França (Relações Exteriores) e Onyx Lorenzoni (Secretaria Geral da Presidência da República), além do diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antônio Barra Torres.

Em vídeo divulgado depois da reunião, Barra Torres disse que a Anvisa vai enviar uma comitiva à Rússia para inspecionar instalações de fabricação da Sputnik V. Ele afirmou que está prevista para esta semana uma visita do embaixador da Rússia no Brasil, Alexey Kazimirovitch, à sede da Anvisa em Brasília para discutir maneiras de acelerar a importação do imunizante. Assista ao vídeo (2min3s):

Em fevereiro, o Ministério da Saúde anunciou a dispensa de licitação para aquisição de 10 milhões de doses do imunizante russo, ao custo de R$ 639,6 milhões. Caso a vacina seja aprovada, será produzida no Brasil pela União Química. As instalações da empresa já foram inspecionadas pela Anvisa.

Ainda de acordo com o Palácio do Planalto, Bolsonaro e Putin conversaram também sobre comércio entre os dois países e cooperação na indústria de defesa em ciência e tecnologia.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, classificou a reunião como uma “cúpula de alto nível” e disse que aguarda a regulação para iniciar a aplicação do imunizante no Brasil. A Sputnik V não tem registro definitivo na Anvisa nem autorização para uso emergencial

Fonte poder360
você pode gostar também