Wanderlei registra candidatura com plano de governo e propõe criar Secretaria e Hospital da Mulher

Governador destacou os principais eixos de seu plano de governo.

Tempo estimado para leitura: 4 minuto(s)


Candidato à reeleição, o governador Wanderlei Barbosa (Republicanos) protocolou nesta sexta-feira (12) o pedido de registro de sua candidatura, bem como seu plano de governo, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO), em Palmas. Na ocasião, Barbosa falou sobre os principais eixos de seu projeto de governo.

“Hoje é um dia histórico e muito feliz pra nós. Acabamos de  homologar nossa candidatura e vamos apresentar pra toda população as nossas propostas e o nosso projeto . Temos a missão de  governar o Tocantins e honrar com os nossos compromissos“, disse .

-- Publicidade --

-- Publicidade --

A candidata ao Senado, deputada federal Professora Dorinha (UB), prometeu fazer uma campanha focada em propostas. “Tenho serviço prestado ao nosso Estado. E vou fazer muito mais no Senado. Para isso, faremos uma campanha de amor, esperança e propostas”, garantiu.

O candidato a vice, Laurez Moreira (PDT), também destacou sua trajetória e defendeu a chapa. “Temos as melhores propostas para o Tocantins. Somos daqui e queremos o melhor para o nosso Estado e nossa gente”.

Plano de Governo

Conforme Wanderlei, o plano de governo contém todas as diretrizes que serão seguidas em seu mandato, a partir do próximo ano, caso seja reeleito.

Em uma “Carta aos Tocantinenses” – que precede o Plano de Governo – o governador faz uma síntese de sua gestão até aqui. Lembra que a pandemia da Covid-19 trouxe dificuldades ao Estado, ao país e ao mundo, mas que a gestão tem conseguido superar as adversidades, com planejamento e muito trabalho.

“A superação desse momento de grave adversidade começou em 20 de outubro de 2021, quando assumimos o Governo do Estado, e implementamos uma gestão baseada na sabedoria e no amor da nossa gente, lançando mão de ferramentas de gestão e de planejamento estratégico inovador, integrado e focado em resultados. Esse jeito brejeiro, simples, alegre, comunicativo e sincero uniu forças ao ideal de mudança. Juntos, fomos capazes de, em apenas oito meses, voltar a sorrir e acreditarmos nos nossos sonhos”, diz o governador em sua carta.

Desenvolvimento Sustentável 

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), do qual o Brasil é signatário, que fazem parte da chamada “Agenda 30”, são a base do plano de governo, ou o “pilar essencial”. Trata-se de um pacto global assinado durante a Cúpula das Nações Unidas em 2015 pelos 193 países membros. A agenda é composta por 17 objetivos ambiciosos e interconectados, desdobrados em 169 metas, com foco em superar os principais desafios de desenvolvimento enfrentados por pessoas no Brasil e no mundo, promovendo o crescimento sustentável global até 2030.

O objetivo, segundo o documento, é transformar o Tocantins em um ambiente favorável à prosperidade e à qualidade de vida da sua gente, oferecendo ambiente promissor e favorável para empreender, cabendo ao Governo promover políticas públicas para inclusão de quilombolas, indígenas, pessoas com deficiência, mulheres, idosos e de todos aqueles em situação de vulnerabilidade.

Mulher

O Plano dá especial atenção, também, aos direitos humanos, por entender que todo cidadão do Estado precisa ser assistido de forma justa e humanizadora. “Avançar na efetivação dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais e ambientais, por meio do combate das desigualdades, pela geração de empregos e fornecendo condições dignas ao povo Tocantinense”.

Nesse contexto, as mulheres – entre outros públicos – terão grande reconhecimento, que segundo o Plano serão postos em prática a partir de políticas públicas a serem discutidas e postas em prática por meio da Secretaria da Mulher, que será criada e implantada na gestão do governador Wanderlei Barbosa, e do Hospital da Mulher.

Eixos

As ações, metas e programas do Plano de Governo foram construídos e organizados em dez eixos. São eles: Saúde, Esporte e qualidade de vida; Valorização do ser humano e inclusão social; Desenvolvimento Econômico; Segurança Pública; Educação transformadora; Infraestrutura, Turismo e Cultura; Tecnologia, Ciência e Inovação; Modernização Administrativa e Gestão Integrada; e Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Os eixos são detalhados individualmente. No item “Modernização da Gestão Pública”, por exemplo, prevê a valorização dos servidores públicos; a implantação de um laboratório de inovação em Gestão; a criação de uma rede estadual de Escolas de Governo, entre outros.

Para isso, diz o Plano, vai construir, na Praça dos Girassóis, os prédios das quatro secretarias que faltam para completar o Centro Administrativo do Governo do Estado; dez unidades administrativas; o Programa Estadual de Qualificação dos Servidores.

Integração

Os eixos se integram em atividades finalísticas e áreas meios, cujo objetivo, segundo o documento, é priorizar e valorizar as atividades de planejamento, monitoramento, ajustes e correções, visando soluções simples, seguras e práticas na prestação de serviços públicos, bem como na atração de novos investimentos.

Fonte afnoticias
você pode gostar também
×