Vicentinho diz que Carlesse é “dono de laranjal”, Quaresmin “gênio do mal” e que quer que governador saiba o peso de sua mão “na lata”

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


O deputado federal Vicentinho Júnior (PL) reagiu na tribuna da Câmara, em Brasília, na tarde desta terça-feira, 27, aos xingamentos feitos pelo governador Mauro Carlesse (DEM) contra ele na abertura oficial da sétima consulta pública para elaboração do Plano Plurianual 2010/2023 (PPA), na sexta-feira, 23, em Paraíso. Carlesse classificou o parlamentar de “vagabundo, corrupto e covarde” em discurso na solenidade. No pronunciamento de pouco mais de 10 minutos nesta terça, Vicentinho chamou o chefe do Executivo do Estado de “despreparado” e “desequilibrado”.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Só dá Quaresmin

Vicentinho lembrou da citação do sobrinho do governador, Claudinei Quaresmin, secretário extraordinário de Parcerias Público-Privadas, em áudios com acusações de cobrança de propina. “Em tudo que se coloca corrupção no Tocantins está o seu sobrinho, seu agente da corrupção no Estado do Tocantins. Quando vai no Plansaúde tem Claudinei Quaresmin, no contrato do Palacinho, da casa do governador, está o seu sobrinho, em denúncia dentro do Ministério Público Estadual, dentro do Ministério Público Federal”, afirmou o deputado. No pronunciamento, o parlamentar chamou o sobrinho do governador de “gênio do mal que ocupa aí os espaços públicos no Estado do Tocantins”.

Lave a boca

O parlamentar recomendou que Carlesse “lave a sua boca” quando for dizer novamente que o deputado e sua família são corruptos e vagabundos.

Sobrou para a AL I

Sobrou ainda para os aliados de Carlesse na Assembleia. Vicentinho lembrou que quando seu pai, o ex-senador, ex-deputado federal e ex-deputado estadual Vicentinho Alves era presidente da Assembleia, lá não existia servidores fantasmas. “Como na sua gestão na Assembleia e de seus líderes de governo atualmente, consta todo momento investigação da Polícia Civil e denúncias da imprensa do Estado do Tocantins.”

Sobrou para a AL II

Vicentinho ainda lembrou da audiência convocada pela Assembleia para esta terça para discutir o Plansaúde, que ele classificou de “um circo armado”. Porque, para ele, quem tinha que estar lá não era o secretário de Administração, Edson Cabral, “ou o rapaz que está lá como gestor do Plansaúde”. “Quem tinha que estar lá é o seu sobrinho, denunciado em áudio de quase 20 minutos por um proprietário de hospital dizendo que foi achincalhado, a pedido de propina de quase 23%, denúncia que se encontra na Polícia Federal e órgãos competentes”, pontuou.

Vinagreiro

Vicentinho ainda disse que Carlesse “é dono de laranjal”. “Fugiu de São Paulo para vir ao Tocantins adquirir terras, fruto da máfia do combustível adulterado. Aliás, seu apelido lá é vinagreiro, aquele cidadão que faz lá as adulterações de combustível”, afirmou o parlamentar.

Cabra-safado!

Por fim, o deputado pediu para Carlesse aproveitar que está em Brasília e ligar para ele. “Me mande WhatsApp. Marque local, hora e dia, e tenha coragem de me chamar de vagabundo, corrupto e covarde para você saber o peso da minha mão na sua lata, cabra-safado!”, disparou.

Assista o discurso do deputado Vicentinho Júnior em resposta a Carlesse:

Fonte clebertoledo
você pode gostar também
×