Vaza Jato: diálogos mostram que Deltan pensava em se candidatar ao Senado

Tempo estimado para leitura: 4 minuto(s)


Mais um episódio da Vaza Jato foi divulgada nesta terça-feira (03). Mais uma vez o procurador Deltan Dallagnol é o protagonista. Em diálogos realizados entre o fim de 2016 e os primeiros meses de 2017, ele revela sua vontade de ser candidato ao Senado, sinalizando uma atuação política indevida do procurador.

“Tenho apenas 37 anos. A terceira tentação de Jesus no deserto foi um atalho para o reinado. Apesar de em 2022 ter renovação de só 1 vaga e de ser Álvaro Dias, se for para ser, será. Posso traçar plano focado em fazer mudanças e que pode acabar tendo como efeito manter essa porta aberta”, escreveu em outra mensagem.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Em outros diálogos, Dallagnol deixa claro um desejo de ver o Ministério Público Federal (MPF) lançando um candidato por Estado. As mensagens mostram que Dallagnol pode ter desistido da candidatura em 2018 por avaliar que a atitude prejudicaria a Operação Lava Jato.

“Muitas pessoas farão uma leitura retrospectiva com uma interpretação de que a atuação desde sempre foi política. Pior ainda, pode macular mais do que a Lava Jato, mas o movimento anticorrupção como um todo, que pode parecer politicamente motivado. Por fim, a candidatura pode macular as 10+ como uma plataforma pessoal ou de Deltan para eleição, retirando aura técnica e apartidária”, afirma o procurador em outra mensagem autodirecionada.

Ao mesmo tempo em que Dallagnol tinha dúvidas no âmbito privado, ele era incentivado por colegas, como o procurador Vladimir Aras, que via no procurador potencial para derrotar “inimigos” da operação como Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Roberto Requião (MDB-PR), então senadores pelo Paraná:

Vladimir Aras – 10:30:29 – Vc tem de pensar no Senado

Deltan Dallagnol – 12:58:02 – Obrigado pelo incentivo, mas vejo muitos poréns

Aras – 13:09:38 – Vc se elege fácil e impede um dos nossos inimigos no Senado: Requiao ou Gleise caem

Dallagnol – 13:29:56 – Não resolve o problema. Ajuda se o MPF lançar um candidato por Estado. Seria totalmente diferente e daria trabalho, mas pode ser uma das estratégias para uma saída.

Dallagnol – 13:30:22 – No PR não precisaria ser eu rs, mas eu apoiaria fortemente essa rede de candidatos

Dallagnol – 13:30:44 – Ou pensamos alguma saída maluca, ou estamos ferrados

Aras – 13:45:12 – Vc e Moro

Aras – 13:45:14 – Ou Carlos

Meses depois, a notícia de uma possível candidatura de Dallagnol se espalhou pelo MPF. Questionado pela procuradora Luciana Asper, do Distrito Federal, ele não negou a possibilidade de se candidatar a um cargo político:

Luciana Asper Valdir – 10:41:42 – Tem alguma chance de vc se candidatar a senador?? Alguns estão me perguntando.

Deltan Dallagnol – 11:49:16 –

Dallagnol – 11:49:22 – Valeu Lu!

Dallagnol – 11:50:43 – Não tem urgência, vou aguardar então, obrigado!

Dallagnol – 11:57:18 – Eu não gostaria, sendo sincero, por uma série de razões. Não é meu perfil, é uma turbulência na vida familiar, ganha menos, tem menos férias, fica tomando pedrada na vitrine num jogo de menitras [mentiras], correria um risco grande ao me desligar do MPF, tem a questão da LJ etc. Contudo, tem muitas pessoas que respeito muito que estão incentivando, inclusive o pessoal da LJ. Hoje, descogito, e essa é a melhor resposta para quem pergunta, até para não expor o caso. A verdade é que quero em minha vida, em primeiro lugar, servir a Deus, e a Bíblia coloca que a vida do cristão é como o vento, que não sabe para onde vai. Se um dia decidir tentar, é porque entendi que é o melhor modo de servir a Deus e aos homens e por puro espírito público, porque vontade não tenho, Lu. Qual a sua impressão?

Luciana Asper Valdir – 13:48:35 – Entendo vc perfeitamente! Penso exatamente como vc. E confio plenamente que Deus o guiará em todos os caminhos. Vc ouvirá a voz Dele e Ele te colocará onde Ele precisa para continuar no caminho de restauração do que deveria ser está nação que Ele agraciou com tantas bênçãos e foi tão maltratada pelos líderes até hj. Eu confesso que peço todos os dias a Deus para colocar o poder neste país nas mãos dos filhos Dele, verdadeiros cristãos que queiram dar a prosperidade planejada para este Brasil. Falta liderança do bem em todos os cantos. Vc já fez alguma escola no Mpf. Precisamos de um novo congresso sem duvida. Difícil avançarmos com o que vemos por lá. Precisamos de lideranças em todos os cantos! Deixa Deus te guiar que Ele saberá exatamente onde vc deve estar!

Dallagnol – 14:02:12 – Valeu Lu. Quando lembrar, ore por favor pelas decisões que tomamos aqui.

Luciana Asper Valdir – 14:40:25 – Sim. Sempre!

Fonte yahoo
você pode gostar também
×