STF deve decidir sobre prisão de Roberto Jefferson; após operação, ex-deputado deve receber alta

A administração do hospital pediu informações para a Polícia Federal sobre o processo de desospitalização e afirma que não tem mais como custear a vigilância do ex-deputado

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


A direção do hospital onde o ex-deputado Roberto Jefferson está internado pede o envio de agentes da Polícia Federal para fazer a escolta do político.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Em ofício enviado à corporação, o Hospital Samatariano Barra pediu informações sobre o procedimento de desospitalização e a transferência do presidente nacional do PTB, já que ele está em condições de receber alta.

No documento, a administração do hospital afirma que não tem mais como custear a vigilância do ex-deputado.

Preso em agosto por atos antidemocráticos, o político foi internado no dia 4 do mês seguinte para ser submetido a um cateterismo.

A Polícia Federal encaminhou as informações da unidade de saúde ao Supremo Tribunal Federal.

O ministro Alexandre de Moraes vai definir se Roberto Jefferson volta para o sistema prisional ou cumpre prisão domiciliar.

Fonte band
você pode gostar também