STF decide manter 354 presos por atos antidemocráticos

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu, na noite desta quarta-feira (18), manter a prisão de 354 pessoas que participaram dos atos antidemocráticos em Brasília no dia 8 de janeiro.

Além deles, mais 220 pessoas obtiveram liberdade provisória com medidas cautelares. Segundo informações do STF, ainda restam 885 casos a serem analisados pelo ministro. A previsão é de conclusão da análise dos casos de todos os detidos até sexta-feira (20).

-- Publicidade --

-- Publicidade --

O ministro considerou que as condutas foram ilícitas e gravíssimas, com intuito de, por meio de violência e grave ameaça, coagir e impedir o exercício dos poderes constituídos.

Moraes considerou que houve flagrante afronta à manutenção do estado democrático de direito, em evidente descompasso com a garantia da liberdade de expressão. Por conta disso, o ministro considerou que há provas nos autos da participação efetiva dos investigados em organização criminosa que atuou para tentar desestabilizar as instituições republicanas e destacou a necessidade de se apurar o financiamento da vinda e permanência em Brasília daqueles que concretizaram os ataques.

  • Veja a lista das pessoas que tiveram prisão preventiva decretada.
  • Veja a lista dos que obtiveram liberdade mediante cautelares.
Fonte istoedinheiro
você pode gostar também
×