Moro: Bolsonaro mente como Lula e não é digno da Presidência

Ex-ministro respondeu ao comentário do presidente, que o acusou de agir como “dono” do Ministério da Justiça

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, Sergio Moro, criticou nesta 2ª feira (10.jan.2022) os comentários feitos pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Mais cedo, o chefe do Executivo disse que o ex-ministro “passou a achar que era o dono do Ministério [da Justiça e Segurança Pública]”.

No Twitter, Moro disse que, assim como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Bolsonaro “mente”. Afirmou que nada do que o presidente diz deve “ser levado a sério”, porque, segundo Moro, ele já foi contraditório outras vezes. Para o pré-candidato, Bolsonaro “não é digno da Presidência”.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“Assim como Lula, Bolsonaro mente. Nada do que ele fala deve ser levado a sério. Mentiu que era a favor da Lava Jato, mentiu que era contra o Centrão, mentiu sobre vacinas, mentiu sobre a Anvisa e o Barra Torres e agora mente sobre mim. Não é digno da Presidência”, declarou o ex-juiz.

Bolsonaro criticou Moro por tentar acordo para ser indicado para uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal) enquanto ainda estava no governo. Como disse em depoimento à Polícia Federal, afirmou que o ex-juiz concordou com a substituição do então diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, pelo diretor da Abin, Alexandre Ramagem, desde que fosse feita depois de sua indicação a uma vaga na Corte.

“Na véspera, quando ele esteve comigo no dia que ele pediu demissão, ele [disse] que aceitava mandar embora o diretor-geral [da PF] só em setembro, quando eu o indicasse ao Supremo. Que petulância”, disse Bolsonaro em entrevista ao canal Jovem Pan exibida nesta 2ª feira (10.jan).

Fonte poder360
você pode gostar também