Lula anuncia Aloizio Mercadante como próximo presidente do BNDES

Ex-ministro afirmou que o governo Bolsonaro 'quebrou o Estado brasileiro'

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou nesta terça-feira, 13, que o ex-ministro Aloizio Mercadante será presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a partir de 2023.

“Quero dizer para vocês que não é mais boato. Aloizio Mercadante será presidente do BNDES”, afirmou Lula, em evento no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede da transição, em Brasília.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

 

Atualmente, Mercadante atua como coordenador dos grupos técnicos da equipe de transição. Durante os governos da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o economista esteve à frente de três ministérios: da Educação, da Casa Civil e da Ciência, Tecnologia e Inovação.

O BNDES deve ser vinculado ao Ministério da Indústria e Comércio (MDIC), que será recriado a partir da divisão do atual Ministério da Economia. Lula ainda não anunciou quem comandará a pasta.

Na semana passada, Mercadante afirmou que o governo Bolsonaro “quebrou o Estado brasileiro” e que serviços essenciais “já estão paralisados ou correm grande risco de serem totalmente comprometidos”. O Ministério da Economia rebateu, em nota.

Nesta terça-feira, em evento no CCBB, Mercadante reforçou a conclusão dos grupos de trabalho. “O governo disse que a situação fiscal está muito boa. Muito boa para quem?”, questionou.

“Para qualquer área que a gente tem olhado não tem dinheiro”, afirmou Mercadante. Ele citou a falta de verbas para livros didáticos, merendas escolares, bolsas de estudo, Farmácia Popular, tratamento de câncer, entre outras áreas.

Mercadante garantiu que o governo eleito fará um “revogaço” em várias ações da gestão atual. A intenção, segundo ele, é “avaliar cada medida e suas implicações” e decidir, com Lula, o que será revogado, com base nos diagnósticos apresentados pelos 32 grupos de trabalho da transição.

Quem é Aloizio Mercadante

Mercadante, 68 anos, é um economista com longa história no PT. Já foi vice-presidente nacional do partido e chegou a ser candidato a vice-presidente na chapa de Lula à Presidência, em 1994. A trajetória política começou ainda na década de 1970, quando era estudante na Faculdade de Economia da Universidade de São Paulo (USP).

Em 1991, Mercadante assumiu o primeiro mandato de deputado federal, eleito por São Paulo. Em 1998, foi eleito novamente para a Câmara e, quatro anos depois, para o Senado. Pediu licença para concorrer ao governo de São Paulo, em 2006, mas perdeu a disputa para José Serra (PSDB) naquele ano e voltou para terminar o mandato de senador.

Depois de cumprir os oito anos no Senado, Mercadante foi nomeado ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, em 2011. No ano seguinte, assumiu o Ministério da Educação, no lugar de Fernando Haddad, que deixou o posto para concorrer à prefeitura de São Paulo.

Em fevereiro de 2014, Mercadante passou a ser ministro da Casa Civil. Voltou ao Ministério da Educação em outubro de 2015 e permaneceu no cargo até o impeachment de Dilma, em 2016. Hoje, o economista preside a Fundação Perseu Abramo, braço acadêmico do PT.

você pode gostar também
×