“EMBOLANDO O MEIO CAMPO EM PALMAS??”

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


Os principais veículos de comunicação do Estado repercutiram o encontro entre o deputado Osires Damaso e o presidente da República, Jair Bolsonaro, com a presença do senador Eduardo Gomes

 

Por Edson Rodrigues

 

Osires e Gomes estiveram com Bolsonaro nesta quarta-feira (24) em um café da manhã, em Brasília, ocasião em que Osires solicitou ao presidente apoio à sua campanha para a prefeitura de Palmas. A resposta do presidente foi considerada positiva e foi aventada a possibilidade de uma visita à Palmas no próximo dia 29, data em que Bolsonaro estará no Tocantins para fazer a entrega de maquinário agrícola adquirido com verba federal.

 

O senador Eduardo Gomes fez elogios a Damaso e disse ver no deputado totais condições de realizar um bom governo na Capital Tocantinense.

 

REAL POSSIBILIDADE

O senador Eduardo Gomes é o líder do governo Bolsonaro no Congresso Nacional e é figura constante em todas as cerimônias, almoços, jantares e cafés da manhã promovidos pelo presidente.

 

O convite feito ao deputado federal Osires Damaso, membro da bancada tocantinense e de apoio de Bolsonaro, para participar de uma dessas cerimônias sinaliza uma possibilidade real de que o tocantinense seja apoiado pelo Planalto em sua caminhada pela prefeitura de Palmas.

 

Vale lembrar que a maior concorrente de Damaso é filiada ao PSDB, que faz oposição ao governo de Bolsonaro e o partido considerado como o inimigo número um do Palácio do Planalto em relação às suas pretensões para 2022.

 

Isso é fato, não é fake news.

 

EDUARDO GOMES

O senador Eduardo Gomes tem se esforçado sobremaneira, desde o início do seu mandato, em ajudar  as administrações de todos os 139 municípios tocantinenses, incluindo Palmas, e o próprio governo do Estado, no sentido de liberar emendas impositivas de sua autoria e de outras rubricas, carreando recursos para todos, independente de cor partidária.

 

É certo que Eduardo Gomes terá o seu candidato a prefeito de Palmas, mas, por seu perfil agregador e conciliador, tomará essa decisão de forma estudada, pensada e, principalmente, colegiada, ouvindo todos os seus companheiros, assim como fará em relação aos apoios a candidaturas do interior, podendo ocorrer, em alguns casos, que o seu escolhido não seja do MDB, o seu partido.

 

Tendo em vista que Gomes foi o senador mais bem votado nas últimas eleições, concorrendo pelo Solidariedade e que sua filiação ao MDB contou com  a desconfiança e a falta de apoio de alguns dos membros da legenda, não seria justo quem não o apoiou querer a presença e apoio do senador em seu palanque.

 

Outro fato em questão, é que Eduardo Gomes foi apoiado por diversos partidos na sua candidatura ao senado, o que tona fácil e tranquilo ele justificar apoiar, na sucessão municipal, candidatos desses partidos que o ajudaram a se eleger.

 

Em Palmas, Eduardo Gomes recebeu a maior votação de um senador na história política do Tocantins, e será em cima dessa prerrogativa que reunirá, nos próximos dias, seus companheiros, para discutir juntos quem será o candidato à prefeitura da Capital que reunirá as melhores condições de respaldar o senador, seus companheiros e seus seguidores.

 

Como sempre fez, Eduardo Gomes decidirá levando em consideração a opinião de seus companheiros, como reza a democracia.

 

Parece que o “meio campo” vai embolar na disputa sucessória em Palmas.

 

É esperar pra ver!

Fonte oparalelo13
você pode gostar também