Em reunião, campanhas de Lula e Bolsonaro concordam em manter “civilidade”

Advogados dos presidenciáveis se reuniram com presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, nesta quinta-feira (20)

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, se reuniu nesta quinta-feira (20) com os advogados das campanhas de Jair Bolsonaro (PL) e de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O encontro, segundo ele, teve como objetivo discutir temas para “trazer civilidade, principalmente nas redes sociais” nos últimos dias que antecedem o pleito de 30 de outubro. A CNN apurou com interlocutores dos participantes da reunião que o clima foi de cordialidade e todos acataram a sugestão do ministro.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Segundo essas fontes, Moraes reforçou a necessidade de frear a disseminação de notícias falsas e a agressividade entre campanhas. Os representantes das duas candidaturas, segundo a apuração, sinalizaram positivamente às colocações do ministro e se propuseram manter diálogo até o fim das eleições. Oficialmente, os dois representantes não se manifestaram sobre o encontro.

Mais cedo, durante sessão plenária do TSE, Alexandre de Moraes ressaltou que o TSE tem registrado aumento significativo no número de casos de publicações fraudulentas na internet.

“Houve crescimento de 1671% no volume de denúncias de desinformação encaminhadas pelas plataformas digitais em comparação com a eleição passada”, disse.

O ministro contou que, até o momento, a Corte precisou publicar 130 textos desmentindo publicações ou com esclarecimentos sobre fatos classificados como desinformação. “Não só sobre candidatos, mas também sobre a lisura do processo eleitoral”, completou Moraes.

Ainda de acordo com ele, os episódios de violência política via redes sociais aumentaram em 436% comparado a 2018. “[Por conta disso] o planejamento e combate à desinformação será aprimorado”, finalizou.

Fonte cnnbrasil
você pode gostar também
×