Eduardo Gomes volta a admitir que ‘pode ser candidato a governador e pode apoiar Dimas’

Senador afirmou que 'está muito bem no cenário'.

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


O grupo aliado ao senador Eduardo Gomes (MDB) não aceitou o fato de que o discurso dele tenha sido interpretado pela classe política como uma manifestação de apoio ao pré-candidato a governador Ronaldo Dimas (Podemos). Em Araguaína nesta quarta-feira (17), o senador demostrou gratidão ao ex-prefeito, disse que ‘política é feita de lealdade’ e que ‘estarão juntos em 2022’.

Contudo, o próprio Eduardo Gomes, no almoço oferecido por Dimas na chácara do ex-deputado Raimundo Palito, acabou trazendo novamente uma indefinição sobre quem será o ‘cabeça’ da futura chapa majoritária ao Governo do Tocantins.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“Eu posso ser candidato [a governador] e posso apoiar o Ronaldo! A eleição é o ano que vem. O que a gente precisa é reunir as melhores pessoas, os melhores propósitos em torno da melhor proposta. Quando me perguntam aqui se tem qualquer dificuldade de trabalhar, de unir, de juntar em torno do Ronaldo, ou vice-versa, isso tá muito claro. Acho que a gente está vivendo no estado ainda um momento que vamos ter muita mudança partidária, muita acomodação de outras forças que podem ajudar esse grupo que está se formando aqui. É muito importante saber que vai ter um tempo para tudo, para todas as decisões”, declarou Gomes.

Por enquanto, o senador afirmou que “está muito bem no cenário, fazendo um trabalho junto com todos os prefeitos, em favor do Estado e em favor dos municípios”.

Em agosto deste ano, o senador Eduardo Gomes já havia admitido perante dezenas de prefeitos que poderá ser candidato a governador em 2022.

MARCELO MIRANDA, LAUREZ E DIMAS

Questionado se a presença do ex-governador Marcelo Miranda (MDB) no almoço sinalizaria uma união para 2022, Gomes ponderou:

“Nós fazemos parte do mesmo partido. A deputada Dulce Miranda é minha colega de bancada. O Tocantins hoje vive uma nova rearumação política que ninguém sabe ao certo como é que ela vai ficar configurada no próximo ano. A gente tem que continuar trabalhando e conversando”, finalizou o senador.

DISCURSO SOBRE DIMAS

No primeiro compromisso do dia, durante o lançamento das obras de pavimentação asfáltica no Setor Monte Sinai, Eduardo Gomes fez um discurso demonstrando gratidão e lealdade a Ronaldo Dimas.

O evento aconteceu em frente à escola que recebeu o nome do pai do senador, o escritor e poeta José Gomes Sobrinho, homenagem feita por Dimas.

“Eu quero lembrar e consigo lembrar, sílaba por sílaba, o discurso de Ronaldo Dimas quando inaugurou essa escola. Ainda não tinha eleição, eu não tinha registrado a chapa, eu não sabia sequer se seria candidato a senador, e o Ronaldo falou pra mim: ‘aconteça o que acontecer, esse aqui eu estarei do lado, é um amigo de verdade”, relembrou Eduardo Gomes ao sinalizar gratidão e reciprocidade.

O senador também foi enfático ao destacar que política é feita, sobretudo, de lealdade e conclamou a união de todos os líderes para as eleições do próximo ano.

“Política é feita de obra, de responsabilidade, de asfalto, de casa, de infraestrutura, mas ela é, principalmente, feita de lealdade e trabalho. Por isso eu fiz questão de vir aqui hoje! Olhando aqui prefeitos, ex-prefeitos, deputados, amigos, eu posso resumir em uma frase o que vejo aqui: é como se a gente estivesse indo de volta para o futuro. É isso que vai acontecer com a união de todos nós no próximo ano e entendendo o momento difícil que o estado passa, entendendo os desafios do dia de hoje”, afirmou o senador.

Eduardo Gomes finalizou seu discurso dando o direcionamento rumo às eleições de 2022. “Todos aqui sabem o que precisa ser feito. Todos sabem o que nós passamos nesses 33 anos [do Tocantins] e todos sabem para onde nós devemos ir. É por isso que estou aqui junto com vocês”, finalizou.

Fonte afnoticias
você pode gostar também