‘Concordo com Gilmar Mendes. O MP formou uma organização criminosa’, diz ex-presidente Dilma Rousseff

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


247 – Em entrevista à TV 247 no programa Pauta Brasil, em parceria com a Fundação Perseu Abramo, nesta segunda-feira (1), a ex-presidente Dilma Rousseff disse concordar com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes em sua comparação entre a Lava Jato e o Primeiro Comando da Capital (PCC), uma das maiores organizações criminosas do Brasil.

Para Dilma, a força-tarefa de Curitiba é uma organização criminosa porque trata-se de um complô de membros do Judiciário para cometer um crime contra o ex-presidente Lula, vítima notória da operação, e contra todos os brasileiros. “Eu concordo com o que disse o ministro Gilmar Mendes. Por que é uma organização criminosa? Porque se juntaram para cometer um grande delito contra o Brasil. Contra o Lula, contra o Brasil, contra a democracia e contra cada um de nós”.

A ex-presidente ainda disse que foi a Lava Jato a grande responsável por criar a tensão necessária para a consolidação do golpe que a retirou do poder em 2016 por supostas pedaladas fiscais. “Eu fui objeto deles também. Eles criaram o clima de que havia um elemento de pedaladas fiscais no exercício do orçamento do país. Todos os governos tinham práticas de exercício do orçamento. Quem é que criou o ambiente para que isso se transformasse em crime de repente? A Lava Jato. Mas não é só a Lava Jato. A Lava Jato cria o clima mas corrói o Judiciário, veja o que acontecia no TRF4“.

Fonte brasil247
você pode gostar também