CCJ da Câmara aprova condução coercitiva de intimados por CPI

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou nesta quarta-feira (18) a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 115/19, que obriga testemunhas, investigados e acusados a comparecerem às Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs). A ideia é evitar os pedidos de habeas corpus ao Supremo Tribunal Federal (STF) para o não comparecimento.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

LEIA TAMBÉM:
“Moro e Dallagnol são chefes de quadrilha”, diz Lula

PODEMOS cogita abandonar Bolsonaro pela candidatura de Moro em 2022

Quem passaria vergonha na ONU: O Brasil ou Bolsonaro?

A PEC especifica que as CPIs deverão assegurar o direito ao silêncio e à não autoincriminação das pessoas a serem ouvidas. Mas essas pessoas poderão ser conduzidas de maneira coercitiva caso não compareçam.

A proposta é de autoria do deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) e recebeu parecer favorável do deputado Sanderson (PSL-RS).

“As CPIs que virão terão, em aprovada esta PEC, um novo escopo e um novo espectro para trabalhar melhor”, disse o relator.

A PEC será analisada agora em uma comissão especial, a ser criada. Se aprovada, ainda passará por dois turnos de votação no Plenário da Câmara antes de ser enviada ao Senado.

As informações são da Agência Câmara.

Fonte esmaelmorais
você pode gostar também
×