Acusada de corrupção, ex-primeira-dama de Honduras é solta

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


A ex-primeira-dama de Honduras Rosa Elena Bonilla de Lobo foi solta nesta quinta-feira (23), depois da Suprema Corte anular o julgamento em que ela havia sido condenada a 58 anos de prisão por apropriação de fundos públicos, mas terá que se submeter a outro processo, informaram fontes judiciais.

A esposa do ex-presidente Porfirio Lobo, que comandou o país entre 2010 e 2014, saiu da prisão para mulheres de Támara, 20 km ao norte da capital, onde estava presa desde que foi capturada em sua residência em 28 de fevereiro de 2018.

Bonilla foi acusada originalmente pela procuradoria de violação dos deveres dos funcionários públicos e lavagem de dinheiro, após ter supostamente desviado cerca de 500.000 dólares de fundos públicos do gabinete da primeira-dama para contas pessoais.

A Suprema Corte hondurenha anulou a sentença em 4 de dezembro do ano passado, afirmando que a ex-primeira-dama “não é funcionária, nem lavou ativos”, explicou Deisy Banegas, advogada de Bonilla.

Os cinco juízes encarregados do caso decidiram por unanimidade revogar “a medida de prisão preventiva” contra Bonilla, diz o documento do julgamento.

O Judiciário deverá nomear agora outro tribunal para que o julgamento comece novamente.

Fonte https://br.noticias.yahoo.com/acusada-corrup%C3%A7%C3%A3o-ex-primeira-dama-honduras-%C3%A9-solta-024532358.html
você pode gostar também