Testemunhas contam detalhes de explosão em prédio de Madri

Acidente, que matou pelo menos 3 pessoas, aconteceu ao lado de um asilo de idosos, onde ninguém ficou ferido, segundo agência

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Testemunhas ouvidas pela Agência EFE revelaram como foi a explosão em um prédio na região central de Madri, na Espanha, que deixou ao menos três mortos e diversos feridos, além de um cenário de devastação.

“Foi brutal. Eu estava cruzando a rua, e ouvi uma explosão incrível. Nos viramos, e o edifício estava destroçado”, relatou a médica Lucía Higuera.

O prédio, que teve ao menos quatro andares afetados, é vizinho à uma residência de idosos, que foram todos retirados do local, junto com os funcionários. Nenhuma das pessoas na instituição de acolhimento se feriu, segundo apurou a Efe.

“Nós vimos e ficamos todos parados, porque não sabíamos o que estava acontecendo. Não sabíamos se era uma explosão ou um atentado”, disse Higuera, que ajudou no atendimento aos feridos, logo após o incidente.

Bombeiros estavam por perto

Apenas 100 metros distante do prédio que explicou, há uma unidade do Corpo de Bombeiros. Homens da corporação, imediatamente, se dirigiram ao local e começaram a atuar na ocorrência, conforme relatou Higuera.

Thomas Holbach, por sua vez, estava em casa, quando escutou o que classificou de “fortíssimo” estrondo, que durou menos de um segundo, conforme contou. Depois disso, começou a perceber as janelas tremerem.

“Foi uma loucura. Todos saímos imediatamente para ver o que estava acontecendo”, explicou a testemunha, que vive a cerca de 350 metros do prédio.

“Foi um barulho seco, muito grande, que não durou nada. Logo depois, veio um pequeno terremoto e pensei que algo grande havia acontecido”, relatou Holbach.

Fontes da polícia inicialmente relataram que três pessoas tinham morrido, mas o serviço de Emergências da capital espanhola posteriormente confirmou dois óbitos por causa da explosão, que também deixou oito feridos.

Entre os que sofreram ferimentos está um homem de 53 anos, que sofreu traumatismo cranioencefálico leve, e outro de 26, que fratura em um dos tornozelos e trauma lombar.

 

Fonte r7
você pode gostar também