ONU escolhe general Santos Cruz para liderar missão na Ucrânia

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


BRASÍLIA (Reuters) – O general da reserva do Exército brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para liderar uma missão de apuração de fatos na Ucrânia, informou a ONU nesta quinta-feira

Segundo a organização, o secretário-geral da ONU, António Guterres, informou que o general deve chefiar uma missão que vai apurar os fatos sobre incidente no centro de detenção de Olenivka, no leste da Ucrânia, em 29 de julho, em que dezenas de prisioneiros de guerra morreram após uma explosão.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

De acordo com Guterres, a iniciativa ocorre a pedido dos governos da Ucrânia e da Rússia para investigar o que ocorreu.

Santos Cruz disse ter se sentido muito honrado pelo seu nome ter sido considerado pelo secretário-geral da ONU, de acordo com a organização.

“Eu tomei conhecimento agora de que o secretário-geral da ONU considerou o meu nome para cumprir uma tarefa na Ucrânia. Eu fico muito honrado e tenho a certeza de que os companheiros que irão também ser selecionados pelas Nações Unidas são pessoas da mais alta qualidade, e isso é uma grande garantia para o nosso trabalho, para que possamos ter um resultado positivo sobre o assunto que vai ser tratado”, disse.

Santos Cruz foi ministro da Secretaria-Geral no governo do presidente Jair Bolsonaro no início do mandato, mas rompeu com ele ainda no primeiro ano de gestão. Desde então, Santos Cruz passou a ser um crítico do governo.

O general já comandou duas missões de paz da ONU, uma no Haiti e outra na República Democrática do Congo.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Fonte istoe
você pode gostar também
×