Mísseis russos atingem região de Odesa, guerra se aproxima da marca de 6 meses

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


(Reuters) – A artilharia russa atingiu uma cidade perto da maior usina nuclear da Europa durante a noite e mísseis russos caíram perto de Odesa, um porto ucraniano no Mar Negro e um centro de exportação de grãos, enquanto a guerra caminhava para seu marco de seis meses, a ser completado na quarta-feira.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

O dia 24 de agosto também marcará 31 anos de independência da Ucrânia do regime soviético, e o presidente Volodymyr Zelenskiy pediu vigilância em um discurso noturno em vídeo, dizendo que Moscou poderia tentar “algo particularmente feio”.

As autoridades russas disseram no domingo que estão investigando um suposto ataque com carro-bomba nos arredores de Moscou que matou a filha de Alexander Dugin, um ideólogo russo ultranacionalista que defende a anexação da Ucrânia pela Rússia.

Enquanto a Ucrânia se preparava para marcar seu Dia da Independência, envolvida em uma guerra que destruiu vilas e cidades, matou milhares e forçou milhões a fugir, autoridades militares e regionais relataram mais ataques russos a alvos no leste e sul do país.

De particular preocupação foi o bombardeio a Nikopol, uma cidade que fica do outro lado do rio Dnipro, onde está a maior usina nuclear da Ucrânia e da Europa, que se encontra nas mãos das forças russas desde março.

Nikopol foi bombardeado em cinco ocasiões diferentes durante a noite, escreveu o governador regional Valentyn Reznichenko no Telegram. Ele disse que 25 projéteis de artilharia atingiram a cidade, causando um incêndio em uma instalação industrial e cortando a energia de 3.000 moradores.

Os combates nas proximidades da usina de Zaporizhzia e o ataque de mísseis de sábado à cidade de Voznesensk, no sul da Ucrânia, que não fica longe da segunda maior usina atômica do país, estimularam temores de um acidente nuclear.

As autoridades locais também relataram ataques com mísseis durante a noite na região de Odesa, que abriga portos do Mar Negro essenciais para um plano mediado pela ONU para ajudar as exportações agrícolas ucranianas, essenciais para o abastecimento global de alimentos.

Cinco mísseis de cruzeiro russos Kalibr foram disparados do Mar Negro na região durante a noite, disse o porta-voz da administração regional, citando informações do comando militar do sul. Dois foram abatidos pelas defesas aéreas ucranianas, enquanto três atingiram alvos agrícolas, mas não houve vítimas.

A Rússia disse no domingo que os mísseis destruíram um depósito de munição contendo mísseis para foguetes HIMARS fabricados nos EUA, enquanto Kiev disse que um celeiro foi atingido.

(Por Ron Popeski e Natalia Zinets)

você pode gostar também
×