Guerra na Ucrânia desvia atenção da fome, diz papa Francisco em pedido por ajuda à Somália

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) – O papa Francisco disse neste domingo que a guerra na Ucrânia desviou a atenção do problema da fome no mundo e pediu auxílio alimentar urgente para evitar a fome na Somália.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“As pessoas dessa região, que já vivem em condições muito precárias, estão agora em perigo mortal por conta da seca”, disse ele em seu discurso semanal na Praça de São Pedro, referindo-se à região do Chifre da África.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla em inglês) disse que pode declarar estado de fome em oito regiões da Somália no próximo mês se o gado continuar morrendo, os preços das principais commodities aumentarem ainda mais e a assistência humanitária não chegar aos mais vulneráveis.

Francisco disse a peregrinos e turistas presentes na praça que gostaria de chamar a atenção “para a grave crise humanitária que atingiu a Somália e algumas áreas de países vizinhos”.

A agência de refugiados da ONU, a Acnur, e o Conselho Norueguês para Refugiados (NRC) disseram na semana passada que cerca de um milhão de pessoas se deslocaram internamente na Somália desde janeiro.

“Infelizmente, a guerra (na Ucrânia) distraiu a atenção e os recursos, mas esses são os objetivos que exigem o mais urgente comprometimento –a luta contra a fome, a saúde e a educação”, disse o papa Francisco.

Fonte investing
você pode gostar também
×