Rússia e China fazem frente anti-EUA, dizem especialistas em segurança

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


Funcionários que ocuparam os principais cargos de segurança nacional dos Estados Unidos apontam o conflito com Rússia e China como uma das maiores ameaças à estabilidade do país. Destacam que os “rivais”, mesmo não formando uma aliança formal, fazem uma “frente” anti-EUA.

“O que considero 2 dos nossos mais fortes adversários agora estão trabalhando juntos para tentar minar a estabilidade nos EUA”, disse Leon Panetta, ex-diretor da CIA e secretário de Defesa em entrevista à Axios/HBO que vai ao ar neste domingo (2.jun.2019).

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Para ele, os adversários têm grandes capacidades “cibernéticas no espaço e em mísseis”, além de militares. “É 1 momento muito perigoso para os EUA”, disse. Assista a 1 trecho aqui.

Também participaram da entrevista David Petraeus, ex-diretor da CIA e general aposentado de 4 estrelas; H.R. McMaster, ex-assessor de segurança nacional; Janet Napolitano, ex-secretária da Segurança Interna; e Lisa Monaco, ex-conselheira de segurança interna da Casa Branca.

Eles acreditam que o país nunca enfrentou uma rede tão emaranhada de ameaças. Ao mesmo tempo, se preocupam com a capacidade do governo de Donald Trump de enfrentar a situação.

Além das rivalidades entre os países, os especialistas destacaram outros fatores que tornam o momento tão volátil. Entre eles, estão as mudanças climáticas, os ciberataques e a violência armada.

Fonte Poder360
você pode gostar também
×