Rio terá movimentação de mais de R$ 420 milhões durante a Copa, aponta pesquisa

O gasto médio por pessoa deve ser de R$ 158, revela levantamento da Fecomércio.

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Vuvuzela, tiara, brinco, camisas e bandeiras. Esses são só alguns dos utensílios que estão movimentando a economia do Estado do Rio de Janeiro durante o período da Copa do Mundo. Segundo uma pesquisa do Instituto Fecomércio (IFec RJ), os gastos médios de cada consumidor, de um total de 2,7 milhões de pessoas, deve ser de R$ 158 e a movimentação financeira no estado em torno dos R$ 422 milhões.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Porém, no Saara, no centro do Rio, um consumidor consegue gastar bem menos do que essa média.

“Chegando perto dos jogos, a galera vai comprando mais ainda. Tem várias promoções aqui na loja, a camisa infantil do Brasil está por R$9,99. As adultas estão por R$ 19,99. Então está bem barato e a pessoa sai feliz, o que é mais importante”, falou o vendedor Antônio Oliveira.

Os itens mais procurados são as roupas com as cores do brasil, seguido da camisa oficial da seleção e a bandeira do Brasil. A pesquisa mostra também que a maioria dos fluminenses pretendem comprar em lojas físicas: 46,8%. As lojas virtuais devem ser procuradas por 45,3%. Comprarão em ambos, lojas físicas e virtuais, apenas 5,5%.

A sondagem foi feita entre os dias 10 e 13 de outubro, com 1.162 consumidores, e revelou que que 34,4% dos entrevistados pretendem comprar algum produto relativo à Copa do Mundo do Catar. 3,9% ainda não sabem se vão comprar, enquanto 61,7% disseram que não irão realizar nenhuma compra.

A maioria dos entrevistados (69,9%) disse que pretende assistir aos jogos da Copa do Mundo em casa. Os bares e restaurantes (24,8%) são a segunda opção dos torcedores. Ainda há também quem declarou que assistirá aos jogos na casa de amigos ou parentes (19,8%).

“A gente está se preparando para comemorar com o pessoal do trabalho. O setor vai ficar todo enfeitado. Compramos bandeirinhas, estrelas para botar no teto, enfeitar e colocar no computador a taça de campeão. O Hexa vem”, falou a vendedora Maria José, que realizou compras no Saara nesta segunda-feira (21).

*Sob supervisão de Myllena Amorim

Fonte band
você pode gostar também
×