Moraes reúne plataformas e pede reforço contra fake news no 2º turno

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes, pediu nesta quarta-feira em reunião com representantes de plataformas digitais e redes sociais um reforço no combate à disseminação de notícias falsas no segundo turno ao avaliar que a propagação de fake news cresceu nessa etapa da disputa eleitoral, segundo comunicado divulgado pelo TSE.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“Nós avançamos muito no primeiro turno. Tivemos, graças ao apoio das plataformas e redes sociais, um primeiro turno bem dentro do razoável, talvez até melhor do que todos nós esperávamos. Mas estamos tendo um segundo turno piorando cada vez mais neste aspecto. E, isso, da parte do TSE vem demandando medidas mais duras”, disse o ministro.

No encontro, segundo o órgão, foram debatidas pelos participantes ações para aumentar a rapidez de retirada e combate à reprodução de conteúdos falsos idênticos, principalmente os ofensivos a candidatos que disputam o segundo turno para presidente da República.

Os ministros do TSE têm tomado uma série de decisões para coibir a divulgação massiva de conteúdos desinformativos nas redes sociais nos últimos meses, principalmente durante as eleições.

Participaram do encontro representantes das plataformas digitais Google, Meta (Facebook, Instagram, WhatsApp), Twitter, TikTok, Likedin, Twitch, Kwai e Linkedin.

Fonte istoe
você pode gostar também
×