Lei em homenagem a Marielle Franco é sancionada no RJ

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


Uma proposta de lei da deputada estadual do PSOL no Rio Janeiro, Renata Souza, em homenagem à vereadora assassinada Marielle Franco, foi aprovada pela Assembleia Legislativa e agora sancionada pelo governo estadual.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

A partir de agora, o dia 14 de março, data em que Marielle foi assassinada junto ao seu motorista Anderson Gomes, será conhecido no Rio como o Dia Estadual dos Defensores dos Direitos Humanos.

Segundo Renata Souza, que preside a Comissão de Direitos Humanos da ALERJ, o objetivo é “dar visibilidade à luta por direitos humanos e, consequentemente, proteção às pessoas que se dedicam a essa causa fundamental para a sociedade”.

Um ano e meio depois, o crime contra Marielle segue sem conclusão nas investigações que já foram marcadas por suspeitas de tentativa de intimidação e compra de investigadores por parte de milicianos.

Segundo prevê o texto da lei, a data contará com eventos, divulgações, seminários e palestras nas escolas, universidades, praças, teatros e equipamentos públicos do estado. A partir do próximo ano, o 14 de março será marcado por atividades educacionais, culturais, econômicas e sociais, voltadas à conscientização sobre os direitos humanos.

As informações são do PSOL.

Fonte esmaelmorais
você pode gostar também
×