Google apagará buscas na internet sobre aborto nos Estados Unidos

A empresa diz que a medida vai preservar as pessoas de possíveis investigações

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Buscas na internet sobre aborto serão apagadas nos Estados Unidos pelo Google. A empresa diz que a medida vai preservar as pessoas de possíveis investigações.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

A ferramenta quer aumentar a privacidade de mulheres que procuram interromper a gravidez nos Estados Unidos.

Segundo o Google, o histórico de pesquisas e a localização dos usuários que buscam por clínicas de aborto serão apagados automaticamente.

A medida está sendo tomada após a Suprema Corte americana ter decidido que o direito ao aborto não é constitucional, deixando a permissão ou não do procedimento a cargo dos Estados.

A empresa teme que promotores de locais onde o aborto passou a ser ilegal possam usar dados na internet para rastrear mulheres que buscam interromper a gravidez.

Após a decisão da Suprema Corte, governantes de 21 dos 50 estados americanos anunciaram restrições ou mesmo a proibição do aborto.

Segundo o Google, os dados de localização também serão excluídos para quem buscar por abrigos de violência doméstica, clínicas de fertilidade, de perda de peso e de cirurgia plástica.

A decisão é anunciada num momento em que gigantes da tecnologia como a Apple e o próprio Google estão sendo investigados por órgãos de defesa do consumidor.

A denúncia é que essas empresas estão obtendo lucro, após dados de usuários serem coletados diretamente pelo sistema operacional de celulares e tablets

Fonte band
você pode gostar também
×