Embaixador do Papa Francisco vai participar de celebrações em Juiz de Fora

Arquidiocese de Juiz de Fora começa, em fevereiro, a comemorar o centenário. Será a primeira vez que o Núncio Apostólico visita a cidade

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Entre os dias 3 e 5 de fevereiro, Juiz de Fora, na Zonta da Mata mineira, receberá a visita de Dom Giambattista Diquattro, Núncio Apostólico no Brasil, que é um cargo como o de um embaixador do Papa Francisco no país.
-- Publicidade --

-- Publicidade --

Dom Giambattista estará presente na cidade para o início das comemorações do centenário da Arquidiocese de Juiz de Fora. É a primeira vez que um membro da alta cúpula da Igreja Católica visitará a cidade.

Agenda do embaixador do Papa Francisco em Juiz de Fora:

03/02: Chegada em Juiz de Fora no período da noite, sem agenda programada;
 
04/02: Ida à Fazenda da Esperança, espaço para recuperação de dependentes químicos;
 
04/02: Celebração no Seminário Santo Antônio;
 
05/02: Missa Solene na Catedral Metropolitana de Juiz de Fora;
“Ele terá três visitas importantes: primeiro, a Fazenda da Esperança, onde desenvolvemos um trabalho muito importante, que é a recuperação de pessoas dependentes químicas que desejam sair desta situação. Temos duas fazendas e ele vai visitar a de Guarará. Seria interessante se ele pudesse visitar muitos outros campos de atuação que a Igreja tem, mas escolhemos a Fazenda da Esperança como símbolo que tudo aquilo que a Igreja faz no âmbito caritativo”, explicou o arcebispo Dom Gil Antônio Moreira.
A missa solene será presidida pelo Núncio Apostólito e está marcada para as 15h, com a expectativa da presença de caravanas de várias cidades do entorno de Juiz de Fora e que fazem parte do arcebispado.

“Como coroamento de toda a visita do Núncio à nossa Arquidiocese, teremos uma programação toda especial na Catedral. A partir das 14h30, teremos a entrada pontifical, onde vamos acolher solenemente o Núncio Apostólico, o nosso Arcebispo e os demais Bispos, em seguida, a Santa Missa. Portanto esse dia é para nós bonito, celebrativo, litúrgico, de toda a nossa história de fé da nossa arquidiocese”, explicou o pároco da Catedral, padre João Paulo Teixeira Dias.
Núncio Apostólico faz a função de embaixador do Papa nos países
(foto: Vaticano/Reprodução)

O que é um Núncio Apostólico?

 

De acordo com a Arquidiocese de Juiz de Fora, um Núncio Apostólico tem a missão de aproximar as dioceses e bispados de cada país com o Vaticano.

 

“A pessoa do Núncio deve promover e estimular o diálogo e relações entre a Santa Sé e as autoridades do País ao qual ele corresponde. Assim, relacionado ao diálogo com o Estado, o Núncio exerce a função de diplomata, como a maioria dos embaixadores exercem nos países onde cumprem suas funções”, explicou.

 

Dom Giambattista Diquattro está como Núncio Apostólico no Brasil desde agosto de 2020.
Fonte em
você pode gostar também
×