Queimadas: operação de fiscalização ambiental mira região do Formoso do Araguaia

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


Formoso do Araguaia, na Região Sul do estado, está na mira da Operação Integrada de Fiscalização que vai acontecer na próxima segunda-feira, 26. São dezenas de agentes escalados para o trabalho, que visa chegar às propriedades rurais que desobedeceram a legislação estadual e realizaram queimadas neste período de proibição estabelecido pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins).

As Operações Integradas de Fiscalização fazem parte do plano estratégico do Comitê Estadual do Fogo, em que participam dezenas de instituições, dentre as quais, órgãos de fiscalização, combate e prevenção aos incêndios florestais. Na lista do Plano de Ação do Comitê, essa Força-Tarefa faz parte da 13ª e também é a penúltima ação estabelecida para o ano todo. E outras quatro Fiscalizações do tipo já foram executadas em Palmas/Taquaruçu, Paranã, Palmeirópolis e São Salvador.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“A Força-Tarefa só é diferente por reunir diversos órgãos ao mesmo tempo, com dezenas de agentes e veículos, o que chama bastante a atenção e possibilita a obtenção de um volume bem maior de visitações e aplicação de autos de infração. São ações que ocorrem sempre no período crítico, entre agosto e setembro”, relatou o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual.

Em geral, a Operação Integrada conta com a Guarda Metropolitana de Palmas, Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO), Defesa Civil Estadual, Ministério Público Estadual (MPTO), Instituto de Criminalística e Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), quando a operação ocorre na Capital, e em todas elas o Naturatins e o Batalhão Ambiental (BPMA) atuaram com o apoio das defesas civis municipais.

Segundo explicou o tenente-coronel Alves, um trabalho anterior, de sensibilização da população rural, já foi executado.

“Procurou-se sensibilizar a população (durante as operações) por meio das entrevistas para as rádios locais, nas cidades do interior, destacando a realização da Operação Integrada de Fiscalização, em que ressaltamos a proibição do uso do fogo neste período crítico, sem chuvas, com vento e clima seco”, afirmou. “E que as queimadas são uma grande ameaça para todos, além de prejudicar seriamente o meio ambiente e até mesmo as propriedades rurais, pois onde elas passam, causam grandes prejuízos nas pastagens, lavouras, destrói currais, casas, e outros bens. Com essa Força-Tarefa, nosso foco maior é inibir o surgimento de novas queimadas”, completou Alves.

Para Formoso do Araguaia, as rotas já foram estabelecidas e distribuídas entre as equipes, que sairão a campo logo nas primeiras horas desta segunda-feira, 26, e por lá devem permanecer por vários dias.

Ranking

Atualmente, conforme dados da Defesa Civil Estadual, o Tocantins ocupa a sétima posição no ranking nacional dos estados que mais queimaram no período de 01 de janeiro de 2002 a 22 de setembro de 2022. As três primeiras posições são ocupadas por Pará, Mato Grosso e Amazonas.

No território tocantinense, Formoso do Araguaia, que receberá a Operação Integrada de Fiscalização, está na segunda posição entre os municípios onde mais se registrou focos de calor este ano, com um total de 622 registros. Lagoa da Confusão, também na Região Sul do Tocantins, lidera o ranking estadual, com 693 focos registrados.

Fonte portalstylo
você pode gostar também
×