Projeto Foco no Fogo, do Comitê do Fogo e parceiros, será lançado na segunda-feira

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Mais uma das metas do Plano de Ação do Comitê Estadual do Fogo para 2021 será lançada na próxima segunda-feira, 07, na sede do Corpo de Bombeiros Militar. Chamado Foco no Fogo, o projeto foi proposto pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), e terá abrangência estadual. A cerimônia será às 8h.

As ações do Comitê Estadual do Fogo, que tem diversos órgãos parceiros, ficam sob coordenação da Defesa Civil Estadual, e a grande novidade em 2021 é o foco diversificado do Plano de Ação, que estabelece um olhar de apoio também para as famílias carentes que vivem na zona rural em todas as regiões do Tocantins.

Na segunda-feira, após o lançamento dos trabalhos, equipes vão a campo para ações de fiscalização, orientação e entregas de cestas básicas e kit de material de higiene pessoal, além de falar da importância do não uso do fogo neste período seco.

Segundo o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador adjunto da Defesa Civil Estadual, “não há um cadastro pré aprovado com as famílias a receber as cestas. Será uma avaliação local, de momento. O técnico saberá olhar para a situação das famílias visitadas e terá a condição de estabelecer a necessidade da entrega dos kits”.

O calendário das ações será executado até meados de agosto e para o coronel Reginaldo Leandro da Silva, comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar e coordenador estadual da Defesa Civil, “as atividades a serem executadas são oportunidades para que diferentes órgãos possam desenvolver seu trabalho, quer seja na assistência social, na prevenção a incêndios, ou conforme o caso, até mesmo na fiscalização ambiental”.

Entre os órgãos parceiros estão confirmados o Exército Brasileiro (22° Batalhão de Infantaria), Naturatins, Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Secretaria de Estado da Agricultura (Seagro), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), Energisa, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Guarda Metropolitana de Palmas, Defesa Civil Municipal de Palmas e Fundação Municipal de Meio Ambiente.

Fonte ocoletivo
você pode gostar também