Piracema é prorrogada por mais 30 dias no Tocantins

Governo justificou a decisão citando estiagem registrada em 2020 e alteração no ciclo de reprodução dos peixes.

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


O Governo do Tocantins decidiu prorrogar até o fim de março o período da piracema, quando a pesca fica proibida em rios de todo o estado. A medida é para permitir a reprodução dos peixes e evitar que a captura dos animais neste período comprometa a fauna dos rios. Inicialmente a piracema terminaria em 28 de fevereiro, mas agora vai até o dia 30 de março.

Para justificar a medida, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) lembrou que em 2020 houve estiagem no estado e que o baixo volume de chuvas acabou alterando o ciclo de reprodução dos peixes. Segundo a portaria com a prorrogação, que será publicada no Diário Oficial do Estado, o período de defeso não foi suficiente para garantir o repovoamento dos rios.

A pesca esportiva, em que os peixes são soltos após serem capturados, segue autorizada para os pescadores que têm carteira de autorização para a atividade. A pesca de subsistência das comunidades ribeirinhas também está autorizada, mas eles não podem comercializar os peixes.

Continua vedado o transporte, a comercialização, o beneficiamento e a industrialização de espécimes provenientes da pesca.

O Naturatins adiantou que haverá ações de fiscalização no período e que quem for flagrado cometendo crimes ambientais será multado.

Fonte globo
você pode gostar também