Governo do Tocantins capacita comunidade da APA Ilha do Bananal/Cantão para processamento de frutas nativas do Cerrado

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O Governo do Tocantins, por meio do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), realizou nessa terça, 6, e na quarta-feira, 7, curso de processamento de frutas nativas do Cerrado. A capacitação ocorreu na cidade de Araguacema, no oeste do Estado, região do baixo Araguaia.

De acordo com a gerente de Suporte ao Desenvolvimento Socioeconômico do Naturatins, Vanessa Braz, o curso tem como objetivo o uso consciente das frutas do Cerrado, respeitando suas sazonalidades. “O curso também é focado no público feminino da comunidade, propondo uma geração de renda para autonomia desta parte da comunidade”, informou Vanessa.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Para a moradora de Araguacema, Sílvia Eletícia, o curso ajuda a conquistar a independência feminina. “Hoje em dia, a mulher cresceu muito e adquiriu autonomia. Então com esse curso, nós podemos conquistar uma renda própria”. Sílvia também valoriza muito as oportunidades que tem de aprender a utilizar os recursos disponíveis para a geração de renda. “Eu me sinto rica, porque essa é uma grande oportunidade que vou ter para melhorar meu empreendedorismo e crescer, vou colocar em prática e vai ser uma grande melhora para minha renda familiar”, destacou.

O curso ensina como processar as frutas do Cerrado e transformá-las em doces e compotas, com valor agregado e que possam ser comercializados, garantindo reforço na renda das famílias locais.

Já para Maria Valdecir, apreender o manejo dos frutos do Cerrado sempre foi um desejo. “Aprendemos a aproveitar as frutas de cada época, usar um produto novo a cada temporada, como as mangas, as mangabas e a cagaita. Saber manejar e transformar essas frutas é bom demais”, afirmou.

Para a secretária de Meio Ambiente e Turismo de Araguacema, Leonetti Mesquita, parceira do evento, o curso só tem a acrescentar para as comunidades locais. “Araguacema é uma cidade rica no Cerrado, então essas mulheres estavam esperando uma oportunidade de se apoderar desse conhecimento”, destacou.

A engenheira de Alimentos do Ruraltins, Josenilda Guimarães, explica que o intuito desta parceria é trazer qualidade de vida para o agricultor de pequeno porte. “Eles podem pegar frutos do Cerrado, processar e garantir um alimento seguro para a comunidade, podem gerar renda e qualidade de vida para eles e sua família”, informou.

Parceria

O curso entre o Naturatins e o Ruraltins é fruto de um Acordo de Cooperação Técnica visando ao fortalecimento socioambiental dentro da APA. Por ser uma área de proteção, existem limitações para produção agrícola, então o curso ajuda a comunidade a adquirir maneiras para garantir renda, ao mesmo tempo que o equilíbrio ambiental é mantido. (Da assessoria de imprensa)

Fonte clebertoledo
você pode gostar também
×