Governador em exercício, Antônio Andrade, destaca potenciais do Estado na Unale

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, o governador em exercício Antonio Andrade participa da 25ª Conferência da União dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), em Recife

Em entrevista à imprensa em Recife (PE) nesta quinta-feira, 10, o presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto) e governador em exercício, deputado Antonio Andrade, destacou os potenciais do Estado em diferentes áreas, com ênfase para o agronegócio e o turismo.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

As declarações foram dadas no segundo dia da 25ª Conferência da União dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), que acontece na capital pernambucana até esta sexta-feira, 11. O evento reúne deputados estaduais de todo o Brasil e de países vizinhos, como Bolívia e Uruguai.

“Falamos sobre os nossos potenciais, que são muitos e em muitas áreas, a exemplo do agronegócio e do turismo. Mas quero destacar a importância da troca de experiências com deputados de todo o país e com outros governadores”, disse, referindo-se às conversações que teve com os governadores de Pernambuco e do Rio Grande do Sul, Raquel Lyra e Eduardo Leite, respectivamente.

Para Antonio Andrade, os problemas enfrentados pelos estados, bem como as possíveis soluções, são semelhantes, daí a importância desses diálogos.

“Vamos levar ao nosso Estado as experiências desses governadores. Isso vai engrandecer a gestão do Tocantins, pois sabemos que os problemas e as soluções são as mesmas”, pontuou.

Painel

Acompanhado de pelo menos dez deputados estaduais tocantinenses, o Governador em exercício assistiu a um painel que contou também com a participação virtual do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, e de Minas Gerais, Romeu Zema, com o tema Gestão Pública nos Estados: Desafios para os Próximos Quatro Anos.

Infraestrutura

Um dos principais desafios do Tocantins, segundo Antonio Andrade, é a infraestrutura. Como exemplo, ele citou a duplicação das rodovias que dão acesso à capital: via Paraíso, Porto Nacional e Lajeado.

Equilíbrio fiscal

O governador em exercício considera que os desafios serão superados graças ao equilíbrio das contas públicas. “Nós vimos as dificuldades que tivemos com o desequilíbrio fiscal, quando o Estado gastava praticamente 60% do orçamento com a folha de pagamento. Hoje, finalmente estamos vendo as obras importantes para o Tocantins acontecerem”, finalizou.

Fonte ocoletivo
você pode gostar também
×