70% dos deputados eleitos no Tocantins se declaram pretos ou pardos; 4 mudaram cor da pele

Quatro parlamentares autodeclarados brancos em 2018 mudaram de cor.

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


Dos 24 deputados e deputadas estaduais eleitos para a próxima legislatura no Tocantins, 17 se autodeclararam como sendo “preto” ou “pardo” no ato do seu registro de candidatura, conforme categorias utilizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE para designar as pessoas negras no Brasil. Isso representa 70,8%.

Neste domingo (20 de novembro) foi celebrado nacionalmente o Dia da Consciência Negra.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

O elevado número de autodeclarados como “preto” ou “pardo” não se restringe apenas aos eleitos. Dos 312 candidatos a uma vaga na Assembleia Legislativa, 228 também se declararam negros, o que representa um percentual de 72% das candidaturas.

Mas são negros mesmo?

Nas eleições de 2018, o Tocantins elegeu 12 deputados que se declararam negros (50% dos eleitos), e nesta eleição foram 17 dos eleitos, ou seja, 70,8% dos que assumirão os mandatos em 2023.

A pedido do UOL, uma banca de heteroidentificação racial — método usado para evitar fraudes nas cotas raciais —, apontou que só 7 destes eleitos são negros. Isso representa apenas 29,2% dos novos ingressantes da Assembleia Legislativa do Estado. Segundo este estudo, o Tocantins está entre os estados que apresentaram maior percentual de deputados estaduais eleitos não considerados negros (58,82%).

Se declararam negroConsiderado negro pela banca de heteroidentificação 

% declarada

 

% considerada

¨

 

17 (70,8%)

SimNão 

 

70,8

 

 

29,2

 

7

 

10

 

 

 

 

 

 

 

AF Notícias verificou ainda que dos 17 que se identificaram como negros nesta eleição, 4 deles havia se autodeclarado como branco no pleito de 2018. São eles: Amélio Cayres (Republicanos). Fabion Gomes (PL). Professor Júnior Geo (PSC) e Nilton Franco (Republicanos).

Oportunidade                     

Esta é a primeira eleição em que os partidos foram obrigados, após uma decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a destinar de forma proporcional o dinheiro dos fundos partidário e eleitoral às campanhas de candidatos negros. Neste sentido os candidatos viram nesta obrigação uma oportunidade. Essas possíveis fraudes na autodeclaração podem camuflar a falta de avanço da representatividade negra na política.

Deputadas e deputados eleitos declarados negros ou pardos.

  • Amélio Cayres
  • Cleiton Cardoso
  • Eduardo Fortes
  • Eduardo do Dertins
  • Gutiérrez Torquato
  • Fabion Gomes
  • Jair Farias
  • Ivory de Lira
  • Luciano Oliveira
  • Léo Barbosa
  • Moisemar Marinho
  • Professor Júnior Geo
  • Nilton Franco
  • Valdemar Júnior
  • Janad Valcari
  • Vanda Monteiro
  • Wiston Gomes
Fonte afnoticias
você pode gostar também
×