Seleção portuguesa reclama de árbitro que ‘não apita Champions’ e insinua complô para a Argentina ser campeã

Pepe e Bruno Fernandes dizem que acréscimo contra Marrocos foi insuficiente, chiam com a não marcação de três pênaltis e levantam suspeita sobre o número de juízes argentinos na Copa

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O zagueiro Pepe, da seleção portuguesa, saiu revoltado com a arbitragem do argentino Facundo Tello, que apitou a partida de sua seleção contra Marrocos, e crente de que há uma movimentação para tornar a Argentina campeã do mundo. Eliminados pelos africanos, os portugueses saíram de campo reclamando da não marcação de três pênaltis. “É inadmissível um árbitro argentino apitar o nosso jogoDepois de o Messi falar, a Argentina toda falar… O que jogamos no segundo tempo? Não teve jogo. O goleiro deles sempre parado. Deu só oito minutos de acréscimo. Nós trabalhamos sério e o árbitro dá oito minutos de acréscimo? A única equipe que queria jogar futebol era Portugal, mas agora o que podemos fazer? Estamos tristes. A gente tinha qualidade para tentar ganhar a Copa, mas infelizmente não conseguimos”, disse o jogador nascido no Brasil e naturalizado português. “Posso apostar que vão dar o título para a Argentina.”

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Igualmente contrariado com a condução da partida, Bruno Fernandes seguiu o tom conspiracionista do companheiro de time. “Se vão dar ou não a Copa para a Argentina, eu não sei. Mas que queriam que Portugal saísse neste momento, queriam. Vou dizer o que tenho a dizer, que se fo** o resto. Eu tenho a dizer que é muito estranho ter um árbitro que ainda tem sua equipe nacional na competição, sendo que tem árbitros de outras nacionalidades que já saíram do torneio”, declarou o meia, envolvido em um dos lances de pênalti reivindicados pela seleção portuguesa. “É minimamente estranho, porque temos árbitros que apitam a Champions League e têm qualidade para estar aqui. E estes árbitros não apitam Champions. Não estão habituados a este estilo de jogo, não têm aptidão e estão claramente inclinados para um lado. Teve um pênalti claro em mim, sem dúvida alguma, porque eu fui tocado e sempre estou firme na minha perfeita noção. Eu jamais cairia em frente ao gol, podendo colocar a bola na rede.”

Fonte jovempan
você pode gostar também
×