Montoya faz previsões para segunda metade da temporada de F1

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


Juan Pablo Montoya, ex-piloto de F1, que pilotou pela Williams e depois pela McLaren entre 2001 e 2006, acredita que a Mercedes pode vencer corridas na segunda metade do campeonato, enquanto tentam alcançar a Ferrari e Red Bull.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

A Mercedes teve um início de temporada decepcionante em 2022. Depois de vencer o campeonato de construtores no ano passado, assim como nos últimos oito anos, este ano foi completamente diferente. Com mais da metade da temporada já realizada, a equipe alemã ainda não teve nenhuma vitória. Isso se dá ao fato de que foram fortemente afetados pelo chamado ‘porpoising’, causado pelo conceito aerodinâmico de efeito solo imposto pelos novos regulamentos de 2022.

Mas desde o começo do ano a equipe vem evoluindo, e Montoya acha que o design radical usado pela Mercedes pode lhes dar uma vantagem agora. “O boato é que a Mercedes tem uma grande atualização para seus carros. E, se esse for o caso, você sabe o que vai acontecer”, disse o ex-piloto. “É algo muito legal de ver da Mercedes, que eles ficaram com o carro [conceito ousado].

“Todo mundo olhou para o que a Red Bull fez e meio que navegou em direção a ela, e a maneira da Ferrari de pensar no carro.

“A Mercedes manteve sua forma de fazer o carro, e isso foi muito interessante.”

Apesar da incrível performance de Max Verstappen na Hungria, onde ele largou do décimo lugar para conquistar a vitória, Montoya acha que os austríacos não podem descartar o ritmo da equipe alemã na pista. “A Red Bull não pode ficar flexível com o quão bem eles estão agora e como as coisas continuam melhorando”, acrescentou.

“Você olha para a última corrida em Budapeste, eles estavam largando em 10° e ninguém pensou que eles iriam ganhar a corrida.

“A Ferrari estava correndo para se defender da Mercedes e quando eles perceberam o que aconteceu foi tipo, ‘Oh meu Deus, fomos derrotados novamente pela Red Bull! Como isso pôde acontecer?’ – eles estão apenas se colocando em más situações.”

A Ferrari cometeu diversos erros estratégicos, além de problemas de confiabilidade durante toda a temporada, enquanto via seu primeiro lugar nos campeonatos de construtores e pilotos ir embora. Charles Leclerc, um dos pilotos da Ferrari, atualmente ocupa o segundo lugar na classificação, mas está atrás do líder Max Verstappen, da Red Bull, por 80 pontos. O piloto monegasco saiu da pole sete vezes nesta temporada, mas só conseguiu transformar duas delas em vitória, totalizando três vitórias contra oito do holandês.

Já Carlos Sainz, o outro piloto da Ferrari, só tem uma vitória em seu nome, em Silverstone. Montoya acredita que apesar da Ferrari ter construído um dos carros mais rápidos este ano, eles não têm usado essa vantagem a seu favor. “A Ferrari veio com o carro mais rápido e eles não o usaram muito bem. Eles cometeram muitos erros e todos estão se perguntando: ‘Eles vão se reajustar? E quando isso acontecer, o carro ainda será rápido o suficiente?”, ponderou o ex-piloto colombiano.

“Se eles entenderem e descobrirem o que precisam fazer, e como enxergar isso, e traçarem uma estratégia um pouco melhor, podem ganhar muitas corridas.

“Você olha para Mônaco, para a última corrida na Hungria, e há outras tantas corridas que você pensa: ‘Oh meu Deus, eles jogaram esta fora, jogaram a próxima fora, e a próxima…’

“É como se eles estivessem com medo de tomar decisões, na minha opinião. Isso é realmente o que está os prejudicando.”

Fonte f1mania
você pode gostar também
×