Jogadores que mudaram a história da NBA

Listamos sete grandes lendas que fizeram a NBA ser o que é hoje

Tempo estimado para leitura: 6 minuto(s)


Todos os esportes têm seus desbravadores, aqueles que deixaram um impacto permanente no jogo. Nessa lista, vão alguns dos jogadores que mudaram o esporte e a NBA tanto dentro quanto fora das quadras.

Wilt Chamberlain

-- Publicidade --

-- Publicidade --

O único homem que já marcou 100 pontos em uma partida. No entanto, esse não é o único record de Wilt Chamberlain que nunca deve ser quebrado. O jogador teve temporadas com mais de 50 pontos por jogo, além de médias de 48.5 minutos por jogo – uma partida sem prorrogações tem 48 minutos!

Desde o primeiro momento em que Wilt esteve na liga, sua dominância estava clara. Como calouro, ele teve médias de 37 pontos por jogo, além de 27 rebotes. Sua combinação de talento, atletismo e força era algo que a NBA simplesmente não estava acostumada a ver.

Com o passar do tempo, a liga foi obrigada a alterar regras para acomodar o jogo de Wilt, deixando ele mais próximo dos outro. Por exemplo, enquanto colocando a bola de volta na quadra partindo da linha de trás, os companheiros de time de Chamberlain costumavam só jogar por cima da tabela para que Wilt enterrasse, o que obrigou a NBA a proibir reposições por cima da tabela. Além disso, o jogador costumava fazer pontes aéreas com ele mesmo quando cobrando lances livres. Entretanto, os executivos da NBA na época viram como isso era problemático e mudaram a regra, de forma que os lances livres devem tocar o aro.

Magic Johnson

Como o próprio apelido sugere, o jogador era mágico. Antes da chegada de Magic Johnson na liga, não era comum ver jogadores com mais de dois metros atuando como armadores. Johnson provou que jogadores grandes e habilidosos eram uma arma e tanto para as equipes que os possuiam.

Post-ups, ou seja, jogar de costas para a cesta, é um movimento que tipicamente pertence aos pivôs. Johnson, no entanto, inovou nesse quesito, jogando de costas para a cesta mesmo sendo um armador. Com seu estilo totalmente inovador, o jogador venceu a liga cinco vezes, além de ser três vezes coroado MVP e mais três vezes MVP das finais.

Se hoje vemos jogadores como Ben Simmons e LeBron James atuando como armadores, levando a bola para o campo de ataque, podemos agradecer a influência de Magic Johnson, que mudou o estigma frente a essa possibilidade.

Se tratando de história da liga, Magic também tem grande influência no fim da freguesia do Lakers para o Celtics – a equipe de Los Angeles nunca havia vencido Boston nas finais. Até 1985, os dois times haviam se enfrentado oito vezes valendo o título – com oito vitórias do Boston Celtics. Johnson, Kareem-Abdul Jabbar e companhia mudaram isso.

Michael Jordan

Para além da óbvia dominância e grandeza de Michael Jordan, que já seria suficiente para coloca-lo na lista, há também o extraquadra, que o jogador influenciou grandemente.

Jordan mostrou aos atletas que era possível capitalizar seu talento de outras formas, expandindo para além do contrato dado pelo time. O jogador foi o primeiro a ter sua própria marca de tênis, a Jordan. Hoje, a marca é uma das maiores não só dos esportes, mas de vestuário e calçados num geral. A logo da marca, o Jumpman, é reconhecida mundialmente, sem deixar dúvidas do quanto Jordan foi revolucionário nesse quesito.

Um dos maiores de todos os tempos, Michael também foi um dos primeiros jogadores a aparecer em diversos comerciais, tomando conta da televisão na época. O astro do Chicago Bulls foi exemplo de como jogadores conseguem expandir seus talentos para além do jogo entre as quatro linhas. Jordan é definitivamente um dos jogadores que mudaram a história da NBA – e do esporte.

Allen Iverson

Draftado em 1996, com apenas 1,82m de altura e 74 kilos, Allen Iverson é um exemplo de que não se é necessário ser abençoado pelos deuses da genética para se fazer história. O jogador foi MVP, ganhou títulos de mais pontos numa mesma temporada e chegou às finais – tudo isso, em seus primeiros cinco anos na liga. O que Iverson fez na carreira, certamente o coloca entre os jogadores que mudaram o cenário da NBA.

Seus dribles e velocidade eram algo que não se via em qualquer um na liga, principalmente saindo dos anos 90, onde existia um estilo mais lento e focado em pivôs. Sua cadeia de habilidades inspirou jogadores que vieram depois dele, como Kyrie Irving e Stephen Curry.

No entanto, Iverson também mudou coisas extraquadra na liga. A forma como ele se vestia e se apresentava era única. Tatuagens, jóias luxuosas e camisetas maiores do que seu próprio tamanho eram algumas das marcas registradas de A.I. No entanto, a NBA tomou providências, e instaurou um código de vestimenta para todos seus jogadores.

Dirk Nowitzki

Por enquanto, Dirk Nowitzki é o maior europeu da história da liga. E ele foi crucial para fazer a liga dar o próximo passo no processo de se tornar internacional e aumentar sua popularidade para além da América do Norte. No entanto, é um dos jogadores que mudaram a NBA ao longo do tempo.

Ter uma superestrela europeia fez a liga muito mais atrativa no continente. Além disso, o sucesso de Dirk tornou o caminho de ir para a NBA ao invés de jogar na Euroliga bastante atraente. Nowitzki mostrou que era possível europeus jogarem em alto nível na NBA desde o começo de suas carreiras, o que não era comum na época. Arvydas Sabonis, outro jogador europeu lendário, só chegou na NBA aos 30 anos, por exemplo.

Dentro das quadras, Nowitzki foi um dos primeiros a popularizar o conceito moderno de Unicórnio – jogadores grandes, com tamanho para serem pivôs, mas que conseguem arremessar de longe. Nowitzki mostrou ao mundo quão valioso é ter jogadores altos que conseguem espaçar a quadra, coisa que hoje é praticamente exigência básica na NBA.

LeBron James

LeBron James, assim como Michael Jordan, poderia estar na lista somente pelos seus números e conqusitas individuais. No entanto, LeBron contribuiu e revolucionou muito mais que isso.

O jogador já estava nos holofotes com apenas 15 anos, se tornando capa de revista mesmo antes de sair do ensino médio. Futuramente, graças às redes sociais, outros jovens jogadores começaram a serem tietados e virarem celebridades antes mesmo de chegar na faculdade, mas James foi o precursor disso.

Além disso, o jogador mudou a forma como se construíam times. Quando LeBron trocou de time, em 2010, unindo suas forças com as de Chris Bosh e Dwyane Wade no Miami Heat, o jogador mostrou o quão forte os jogadores de fato são. Nos anos seguintes ao movimento, pudemos ver outros supertimes sendo criados, como o Lakers de 2012 e o Golden State Warriors de 2017.

Por último, fora do âmbito do basquete, LeBron james mostrou como os jogadores podem amplificar suas vozes e se fazerem ser ouvidos em relação a assuntos relevantes para suas comunidades, com o movimento Shut Up and Dribble.

Stephen Curry

Por último mas não menos importante, Stephen Curry é outro que mudou totalmente os panoramas do jogo. O jogador, junto com a sua equipe, o Golden State Warriors, mostraram o quão importantes são as bolas de três.

Na temporada de 2012-13, Curry teve médias de 7.7 arremessos de 3 por jogo, a mais alta da história da liga. Na última temporada, 28 jogadores tentaram pelo menos sete arremessos de três por partida.

A mudança foi tanta que ainda hoje podemos ver jogadores que “seriam perfeitos para o jogo 15 anos atrás”, mas que, por conta de não serem bons arremessadores, se tornam peças ruins na NBA de Curry.

Entre tudo isso, Curry ainda foi forma de inspiração para diversos jovens que assistem basquete. Diferente de outras estrelas, o jogador não é um atleta monstruoso, provando que com esforço e trabalho duro é possível ser um dos maiores da história mesmo sem a benção genética.

Portanto, sem dúvidas, Curry é um dos jogadores que mudaram a NBA.

Fonte jumperbrasil
você pode gostar também
×