Seja você: as regras de moda que você deve… quebrar!

Preto com azul marinho? Prata com ouro? Esqueça regrinhas arcaicas e use a moda como uma maneira de se expressar

Tempo estimado para leitura: 4 minuto(s)


Regras foram feitas para serem quebradas, especialmente aquelas que ditam o que podemos ou não usar. Apesar de existirem momentos e lugares que requerem uma dose de modéstia e formalidade, nossos guarda-roupas estão cada vez menos restritos. Tendências de moda são divertidas, e uma boa oportunidade para fazermos parte de visão criativa de estilistas que desafiam, questionam e redefinem o zeitgeist, mas o que escolhemos vestir é uma expressão nossa. É por isso que estamos questionando essas regras que estão fora da época e fora de moda.

Mary-Kate Olsen (Foto: Backgrid)
-- Publicidade --

-- Publicidade --

Você não pode misturar preto com azul marinho
Com licença, o que?! Junte-se a Phoebe Philo e as gêmeas Olsen e diga adeus a essa idea antiquada pra já. Preto e azul marinho é simplesmente uma das combinações de cores mais chiques. Um suéter de cashmere azul marinho, uma calça skinny preta e mocassins de couro preto criam um visual fácil e elegante, que ainda por cima comprova que as cores mais escuras podem ser muito felizes juntas.

(Foto: Imaxtree)

Sua bolsa precisa combinar com o seu sapato
Nos anos 50, mulheres investiam em um conjunto, que deveria durar muitos anos e servir para diversas ocasiões. Hoje em dia, é mais realista (e divertido) combinar um tênis com uma clutch ladylike, e um salto fino com uma pochete de nylon. Mas você não precisa desprezar completamente o charme de um conjuntinho. Há algo de mágico em combinar intencionalmente um sapato de cor vibrante com uma bolsa idêntica – mas faça disso uma escolha de styling e não uma regra a ser seguida todos os dias.

Rihanna (Foto: Getty Images)

Você não deve misturar metais
Você gosta de ouro ou prata? Quem liga? Está na hora de livrar-se desse adágio de só se pode usar um único metal de cada vez. Misture, empilhe e faça camadas, você vai perceber que um mix de metais irá tornar o seu arsenal de joias muito mais irresistível.

Gigi Hadid (Foto: Getty Images)

Salto alto é obrigatório em ocasiões formais
Que mentira. Flats hoje são tão chiques quanto uma sandália de salto, que continua sendo uma ótima opção, mas não a única para esse tipo de ocasião. Não há nada mais deselegante do que sapatos que são tão desconfortáveis que nos fazem mancar. Invista nos pares baixos para ter mais facilidade e uma versão fresh para eventos formais.

Paloma Elsesser (Foto: Getty Images)

O seu tamanho deve ditar o que você usa
As pessoas mais estilosas do mundo tem uma coisa em comum, e não é vestir um tamanho PP. Eles escolhem roupas que servem, favorecem e combinam com suas personalidades. O que eles fazem é não deixar que regras arcaicas, que comparam corpos a frutas, ditem quais peças eles vão usar. Que entediante. Mulheres jovens sob os holofotes estão usando estilos e modelos para si mesmas, independente do número na etiqueta. Vamos seguir-las, ao invés de seguir esta regra boba.

Matty Bovan, inverno 2019 (Foto: Imaxtree)

Elega uma única estampa
Esta é maçante demais. Siga estilistas jovens que estão despontando, como Richard Quinn e Matty Bovan, que desafiam essa opinião. Hoje, mais é mais e atrevimento nunca é demais – e francamente, muito mais divertido de vestir.

Billy Porter (Foto: Getty Images)

Use apenas roupas feitas para o seu gênero
Deu até sono. Enquanto o mundo tem uma abordagem a questões de gênero que está em constante mudança, isso nem sempre é refletido no modo como a moda é comercializada. Essas roupas são para homens, e essas outras para mulheres – mas quando gênero é muito mais do que esses termos binários e estética pré-definida para cada um, fazer compras fora desses moldes é muito melhor. A moda fica divertida quando vamos além da norma. É só perguntar para quem trabalha com estilo.

Fonte Vogue
você pode gostar também
×