Luciano Huck pede desculpas ao púbico por ‘erro grave’ no Domingão

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Luciano Huck pediu desculpas para o público do Domingão com Huck neste dia 11 de dezembro. No programa, o apresentador relembrou do “Quem Quer Ser Um Milionário” da última semana e relembrou uma pergunta que não soou bem e viralizou nas redes sociais.

A pergunta abordava a morte de George Floyd, que foi asfixiado por policiais americanos injustamente e se tornou um símbolo contra o racismo. Na pergunta em questão, era questionada a frase dita por George antes de morrer.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“Eu preciso fazer um pedido de desculpas para o Brasil inteiro. Foi um erro grave nosso, não tive presença de espírito na hora de sacar o quanto a pergunta era inapropriada. Em meu nome e em nome da equipe, peço desculpas”, disse.

A pergunta foi bastante criticada, pois estaria “banalizando” a violência sofrida na ocasião.

Durante a semana, Luciano Huck já havia se desculpado nas redes sociais sobre a situação. No Twitter, Thiago Amparo, advogado e professor de direito internacional e direitos humanos na Fundação Getúlio Vargas, chamou a atenção de Luciano Huck.

“Oi, Luciano Huck. Sei que me segue aqui e já trocamos ideias! Vamos falar sobre essa pergunta? Para pessoas negras, o caso do Floyd (e tantos outros Floyds brasileiros) é traumático ao ponto de fazer com que colocar suas últimas palavras num quiz de entretenimento seja inaceitável”, escreveu ele. “Se quiser, você ou sua equipe, falar um pouco mais sobre isso, estamos aqui”, completou o advogado.

Foto: Marcos Rosa/TV Globo

“Você [Thiago Amparo] tem toda razão sobre a pergunta formulada. Estou cada vez mais consciente do quanto devo evoluir no letramento antirracista além da intenção. Não tenho acesso prévio às perguntas e, desta vez, não tive a presença de espírito para reagir de imediato. Errei. Peço desculpas. E vamos conversar”, respondeu Luciano Huck ao advogado.

Amparo retornou ao microblog e acrescentou. “Obrigado por me escrever no privado e começarmos este diálogo. Entendo que só veja as perguntas na hora mesmo e que já falamos sobre o tema racial em outros momentos. Seguimos aprendendo uns com os outros fora do Twitter, que está cheio de ódio. Grande abraço”, postou.

Fonte ofuxico
você pode gostar também
×