Lendário advogado que investigou Kurt Cobain, Bill Clinton e Michael Jackson morre aos 76 anos vítima de tentativa de assalto

Um dos mais famosos investigadores particulares dos EUA, Jack Palladino produziu em suas últimas fotos as provas que podem incriminar os suspeitos de serem seus agressores

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Um dos mais famosos investigadores particulares dos EUA, Jack Palladino, morreu aos 76 anos após sofrer graves ferimentos em uma tentativa de assalto. Advogado de formação, Jack fundou com a esposa Sandra a agência de investigação particular Palladino & Sutherland, responsável por analisar, entre outros casos, o da morte de Kurt Cobain, da infidelidade de Bill Clinton, das acusações de abuso infantil de Michael Jackson e do culto suicida liderado pelo reverendo Jim Jones.

O investigador particular Jack Palladino (Foto: Getty)

Palladino foi atacado na sexta-feira depois de ser atacado por dois rapazes, cair e bater a cabeça no chão. Seu advogado, Mel Honowitz, revelou que o investigador, que foi internado já sem consciência, faleceu na segunda feira após ter os aparelhos de suporte terem sido desligados um dia antes. A violência atingiu Jack quando este saiu, em sua vizinhança em São Francisco, para tirar fotos de pessoas que ele acreditava estarem causando problemas em seu bairro, e duas delas o atacaram e tentaram roubar sua câmera.

Jack Palladino e a esposa Sandra Sutherland (Foto: Getty)

O investigador conseguiu proteger sua câmera do assalto, mas não evitou a queda. Com isso, suas fotos acabaram sendo úteis para que a polícia a rastreasse os suspeitos do crime – Tyjone Flournoy, de 23 anos, e Lawrence Thomas, de 24 anos, – detidos no domingo. A dupla foi autuada por tentativa de roubo e agressão com arma mortal, e as acusações podem evoluir para homicídio doloso por conta da morte de Palladino.

 

Fonte revistamonet
você pode gostar também