Glória Maria fala sobre especulações em torno da sua idade real: “Se for 70, manda a NASA me estudar”

“Idade para mim é um número que não significa nada. Essa contagem de anos realmente nunca fez parte do meu show”, reflete a jornalista com exclusividade à Vogue

Tempo estimado para leitura: 5 minuto(s)


Vamos falar de um assunto que costuma render pano pra manga, incontáveis pesquisas no Google e até atingir por algumas vezes o topo dos trending topics do Twitter: “Quantos anos tem Glória Maria?”. Se você digitar o nome da jornalista no campo de mensagem do buscador, a palavra “idade” é automaticamente sugerida como primeira opção de complemento, tamanha a curiosidade do público.

Aproveitando que hoje a musa da televisão brasileira (que também faz sucesso mundo afora) assopra as velinhas, Vogue bate um papo exclusivo e descontraído com ela sobre o tema. Não, nós não perguntamos quantos anos a mãe de Laura e Maria está fazendo nesta quinta-feira (15.08), mas, com suas próprias palavras, podemos informar: não são 70! “Se forem 70, manda a NASA me estudar.”

-- Publicidade --

-- Publicidade --

É que, segundo dizem o Google e os registros do Wikipédia, sua data de nascimento seria 15.08.1949, o que a faria estar completando 70 anos hoje. “O Google mente”, nos garante. Questionada sobre se toda essa especulação lhe incomoda, dispara, junto com uma boa risada: “Isso é uma piada, a coisa mais divertida que tem na minha vida, e eu não vou abrir mão dela, né?”

“Essa contagem de anos realmente nunca fez parte do meu show. O fato de eu não me preocupar com isso é o que enlouquece as pessoas. Elas ficam contando dias, meses, horas, anos… Eu me preocupo em viver. Só isso. Idade para mim é um número que não significa nada”, reflete, em uma lição de como levar a vida de uma maneira levetotalmente easy going, que deveria ser seguida por muitos.

Fato é que ela parece ter encontrado no passar dos anos a fórmula da juventude e está cada dia mais gata e radiante! O segredo? Pode ser simples: “Não tenho tempo para me preocupar com tempo”. Feliz aniversário, Glória!

Leia abaixo a entrevista na íntegra e se inspire:

Todo mundo se pergunta sobre a sua idade real; que tal você nos contar ‘qual idade gostaria de ter’?
Não queria ter idade nenhuma. Simplesmente não me preocupo com idade. Tento conviver com o tempo da melhor maneira possível. Agora essa contagem de anos realmente nunca fez parte do meu show. Então essa é a diferença: o fato de eu não me preocupar com isso é o que enlouquece as pessoas. Elas ficam contando dias, meses, horas, anos… Eu me preocupo em viver. Só isso. Idade para mim é um número que não significa nada.

O Google diz que você completa 70 anos hoje; esse é um bom número para você?
O Google diz que eu nasci na Bahia, numa cidade do interior… O Google mente. Você acha que eu olho pra Google? Ele pode dizer que eu tenho 70, 80, 90, 100, porque eu sou carioca de Vila Isabel, e se essa coisa básica não está correta, imagina o resto. E assim: se forem 70, manda a NASA me estudar, não é, baby? É o mínimo que eu posso falar!

Qual emoji ou gif representa seu estado de espírito quando alguém tenta acertar a sua idade?
Aquele que diz “Vamos dar Glória a Deus”.

Gloria Maria (Foto: Reprodução/ Instagram)

Suas filhas sabem quantos anos você tem?
Claro. Elas lidam com meus documentos. As pessoas esquecem uma coisa básica: eu vivo em aeroporto, tenho que mostrar documento em qualquer lugar do Brasil ou do mundo. Esse é um segredo de polichinelo, só não sabe quantos anos eu tenho quem não quer saber. Qualquer atendente de balcão de aeroporto sabe quantos anos eu tenho. Isso é uma piada, a coisa mais divertida que tem na minha vida e eu não vou abrir mão dela, né?

Pessoas próximas já fizeram algum tipo de aposta ou bolão para tentar acertar?
Que eu saiba, não. Pode ser que tenham feito escondido de mim e eu não tenho nenhuma notícia, mas seria divertidíssimo.

Você revelaria a idade por uma boa causa (tipo um leilão que ajudasse alguma iniciativa que você acredita)?
Não existe leilão que me fizesse falar oficialmente. Isso é a maior diversão da minha vida. Você acha que eu vou abrir mão disso? Não! Enquanto a gente puder brincar, a gente brinca, porque a vida é curta e pode ser chata. E a única coisa que eu não quero é que a minha vida seja chata. Deixa eu ir me divertindo, que enquanto isso eu vou ficando mais jovem.

O que acha dessa lenda que se criou em torno do assunto? Costuma se divertir com isso ou às vezes se irrita?
Adoro essa lenda. Acho que a gente tem que viver um pouquinho de fantasia, se não a vida não tem graça. Nunca me irritei, nunca levei a sério, porque é uma bobagem tão grande. O mundo está tão complicado e tão chato, que só o fato de as pessoas perderem tempo para querer saber a minha idade é uma prova de que tem que mudar muita coisa. As pessoas têm que viver a vida delas. Enquanto tentam viver a minha, vão ficando velhas, e eu cada vez melhor, graças a Deus! Então deixa elas se preocuparem com a minha idade, que essa preocupação faz com que elas envelheçam mais rápido. Como eu não penso nisso, vou devagar, devagarinho [responde, cantando a música homônima de Martinho da Vila]. E a vida assim está ótima!

E qual a sua fórmula da juventude? O que faz para estar sempre radiante assim?
Eu vivo! Cada dia, cada segundo, cada minuto, cada hora. E como trabalho muito, não tenho tempo para me preocupar com tempo. O tempo é meu amigo, adoro ele. Só que descobri uma coisa: você consegue viver sendo um pouco mais rápida que o tempo, então não existe essa preocupação para mim, mesmo. A fórmula da juventude é tentar viver de verdade e tentar ser feliz, porque enquanto você procura a felicidade não pensa em outras coisas. Eu vivo para buscar uma vida legal e tranquila. Não tenho tempo para o tempo.

Glória Maria (Foto: reprodução/Instagram)
Fonte vogue
você pode gostar também
×