Fátima Bernardes elogia lado cantora da filha: “Sou coruja mesmo”

Apresentadora compartilhou no Instagram, nesta quarta-feira (6), vídeo de Bia Bonemer cantando com Dilsinho no aniversário do cantor de 30 anos

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Fátima Bernardes dividiu com seus seguidores na rede social, nesta quarta-feira (6), que amou a performance da filha Bia Bonemer cantando com Dilsinho no aniversário do cantor de 30 anos, na noite desta terça (5). “Ele fez aniversário, mas o presente foi nosso, né Bia Bonemer? Sou coruja mesmo. Obrigada, Dilsinho!”, escreveu a apresentadora. “Socorro!”, comentou Bia no post da mãe. A jovem, de 24 anos, é gêmea de Vinícius Laura, do casamento da jornalista com o ex-marido, o apresentador do JN William Bonner.

Em entrevista a QuemBia falou sobre a conclusão do curso de Design em uma universidade carioca, ao final deste semestre, e explicou que a carreira não é a única no seu futuro. Ela está se dedicando cada vez mais ao lado influencer – já tem quase 600 mil seguidores no Instagram e faz parte do casting da mesma agência na qual trabalha como designer. “Ainda estou meio perdida, fico com um pouco de vergonha. Mas eu estou me virando, me descobrindo”, brincou.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Ela contou que na agênia faz identidade visual de canais e trabalha com outros influenciadores. O convite para ser influencer da casa veio no final do ano passado. “Eu sempre postei porque gostei, nunca me senti obrigada a fazer. Sempre foi muito natural pra mim”, disse. “Quando me chamaram [para o casting], eu vi uma oportunidade de continuar fazendo o que gostava e de conseguir algo a mais com parcerias. Para mim, só seria um bônus”, explicou.

Na ocasião, ela lembrou que Fátima mostrara para Dilsinho um vídeo dela cantando uma música do artista – o que valeu um convite para ela subir ao palco com o cantor. “Eu acho que ele falou de brincadeira, mas minha mãe disse que foi para cantar mesmo. Aí avisei: se ele me chamar, eu vou mesmo”, contou.

A paixão pela música é antiga, mas, até agora, apenas um hobby. “Sempre gostei de cantar, faço aula há um tempo, mas por prazer”, explicou. “Agora estou começando a compartilhar um pouco mais [vídeos seus cantando]. Eu ouço de tudo: pagode, pop, funk, música internacional. Mas cantar em roda de amigo é pagode”, disse.

Fonte revistaquem
você pode gostar também
×