ANITTA QUASE ENTROU EM DEPRESSÃO APÓS GASTAR R$ 20 MIL EM PLÁSTICAS, DIZ LIVRO

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Conhecida por suas diversas intervenções estéticas no corpo e no rosto, Anitta nem sempre encarou com leveza as transformações e cirurgias que passou ao longo da carreira.

Em sua biografia não-autorizada lançada pelo jornalista Léo Dias, Furacão Anitta, ele afirma que a cantora entrou em depressão depois de realizar as primeiras plásticas da carreira.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

De acordo com informações do livro, nos primeiros anos que estourou, ainda antes de Show das Poderosas, ela foi aconselha por sua empresária Kamilla Fialho e o amigo David Brazil sobre seu corpo. Eles consideravam absurdo que ela ainda tivesse uma barriguinha saliente na época, além dos seios muito grandes e o nariz desproporcional.

Léo conta que as operações foram bancadas pela própria Anitta que desembolsou totalmente os R$ 20 mil. O problema é que o resultado não foi o esperado.

“Anitta odiou o resultado. Seu nariz ficou destruído por dentro e seus seios passaram semanas em carne viva. Do dia para a noite, sua autoestima foi para o lixo. As marcas nos seios eram tão feias que a cantora passou a ter vergonha de se olhar no espelho e quase entrou em depressão. Ela que sempre lidou muito bem com o corpo e nunca teve problema em ficar nua. Depois da cirurgia, tudo mudou. Nem sexo Anitta fazia mais”, conta o livro.

Essa e diversas outras curiosidades cobre a carreira de Anitta estão em sua biografia não-autorizada, Furacão Anitta, que será lançada oficialmente no dia do aniversário da cantora, sábado (30). Disponível para venda digital, a cópia pode ser encontrada entre R$25 e R$30.

Fonte QUEM
você pode gostar também
×