Prefeitura de Palmas cobra participação da população no PPA e diz que 34% das quadras ainda não se manifestaram

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Aberta desde o dia 30 de setembro e prorrogada até o dia 14 de novembro, a consulta pública do Plano Plurianual de Palmas (PPA) está próxima de alcançar a participação de 1% da população total do município. Entretanto, dos 286 setores existentes, incluindo a zona rural, 97 ainda não têm nenhuma participação dos moradores. Significa que 34% dos bairros ou quadras da Capital não estão representados nas sugestões que apontarão o destino dos investimentos públicos nos próximos quatro anos.

Jardim Aureny III teve o maior número de participações

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Conforme levantamento preliminar realizado pela Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento Humano (Seplad), o Jardim Aureny III é o campeão de participação até o momento, com mais de 150 formulários respondidos. Aureny IV aparece em segundo lugar, mas bem atrás, com 51 participações. Encostado em terceiro lugar está o Distrito de Taquaruçu, com 49 questionários respondidos, e em quarto a Zona Rural, com 47 participações.

Perfil do cidadão

Quase 70% dos participantes, até o momento, possuem grau superior de instrução, sendo que 5% declararam possuir mestrado e 1,4%, doutorado. “A participação de pessoas com nível superior é surpreendente, mas é importante dizer que a Prefeitura de Palmas busca a contribuição de todos os cidadãos, porque é o morador do bairro, da quadra, do distrito ou da chácara que sabe o que é melhor para sua comunidade. A gestão municipal quer ouvir o palmense e a hora de apresentar suas sugestões é agora, na consulta pública do PPA”, diz o secretário do Planejamento e Desenvolvimento Humano, Eron Bringel.

Como participar

Em razão da pandemia do novo coronavírus, as audiências públicas presenciais para ouvir a população foram substituídas por uma consulta pública realizada por meio da ferramenta digital Colab. Para participar, o cidadão pode baixar o app Colab na loja de aplicativos, ou acessar o site www.colab.re. Para que a consulta pública seja democrática e legítima, é necessário que o cidadão preencha um cadastro para criar login e senha de autenticação da sua participação. Confira no passo a passo como participar. O prazo vai até 14 de novembro.

Fonte clebertoledo
você pode gostar também