Baixa umidade do ar em Palmas e região exige mais cuidados com a saúde

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


A população de Palmas e região deve ficar atenta às variações da umidade do ar a partir desta quinta-feira, 15. A previsão para hoje é de que a máxima poderá chegar a 42% e a mínima a 22%, com índice alto de radiação ultravioleta. No momento, os registros são de riscos potenciais, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que chama a atenção também para as altas temperaturas com máxima de 34ºC, mínima de 19ºC, sem probabilidade de chuvas.

A Defesa Civil do Município alerta para a prevenção contra os problemas de saúde devido ao tempo seco. O órgão recomenda, portanto, manter o corpo sempre hidratado, beber bastante água, mesmo não estando com sede, principalmente crianças e pessoas idosas, evitar prática de exercícios físicos ao ar livre e exposição ao sol entre 10 e 17 horas, usar produtos para hidratar a pele do rosto e do corpo, usar chapéus e óculos escuros para proteger-se do sol e colocar recipientes com água ou vaporizadores nos quartos antes de dormir.

Queimadas

O tempo seco aumenta também o risco de incêndios florestais e, por isso, especialistas orientam a população a não fazer fogueiras e não jogar pontas de cigarros para fora dos veículos. Além disso, os motoristas que trafegam por regiões sujeitas a incêndios deverão ter atenção redobrada devido à visibilidade reduzida pela fumaça. Em geral, a população deve evitar colocar fogo em folhas ou galhos secos nos quintais das casas e principalmente em terrenos baldios.

Dúvidas poderão ser esclarecidas por meio dos números 199 (Defesa Civil) e/ou 193 (Corpo de Bombeiros) e ainda pelos telefones da Superintendência Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana – Gerência de Prevenção e Mitigação de Desastres da Prefeitura de Palmas.

 

Fonte conexaoto
você pode gostar também