Palmas se destaca como a capital mais sustentável da região Norte do País

Os indicadores foram aplicados para todos os municípios brasileiros

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


Palmas se torna, a cada dia, uma cidade mais segura e sustentável. Foi o que apontou o Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades – Brasil (IDSC-BR), divulgado na sexta-feira, 08. O estudo revela que Palmas lidera o ranking de capitais sustentáveis da região Norte do Brasil e conquista 11ª posição entre todas as capitais do Brasil.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

“Fico feliz com os resultados alcançados por Palmas. Atuamos ao encontro com os índices apontados pela Organização das Nações Unidas (ONU), pois entendemos que este é o melhor caminho para erradicarmos a pobreza, protegermos o planeta e proporcionarmos um ambiente mais seguro à nossa população,” comentou a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro.

A pontuação de Palmas é 55,09 – considerada média. O estudo analisa o desempenho dos 5.570 municípios brasileiros. Neste contexto, Palmas, está na 655ª posição.

Ao todo, são avaliados 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que foram estabelecidos pela ONU e contemplam áreas como saúde, educação, renda, moradia, assistência social, igualdade de cor e gênero, acesso à água e ao esgotamento sanitário, energia, segurança pública, emissões e diversas outras.

A expectativa é que os municípios cumpram com esses objetivos até 2030.

Metodologia 

O estudo tem como base os dados mais atualizados disponíveis nas fontes nacionais e oficiais.

Há uma pontuação para cada objetivo e outra para o conjunto dos 17 ODS, de modo que seja possível avaliar os progressos e desafios dos municípios brasileiros.

17 ODS

1. Erradicação da pobreza – Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

2. Fome zero e agricultura sustentável – Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

3. Saúde e bem-estar – Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

4. Educação de qualidade – Assegurar a educação inclusiva, e equitativa e de qualidade e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

5. Igualdade de gênero – Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

6. Água limpa e saneamento – Garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos.

7. Energia limpa e acessível – Garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e renovável para todos.

8. Trabalho de decente e crescimento econômico – Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.

9. Inovação infraestrutura – Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação.

10. Redução das desigualdades – Reduzir as desigualdades dentro dos países e entre eles.

11. Cidades e comunidades sustentáveis – Tornar as cidades e os assentamentos humanos,inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

12. Consumo e produção responsáveis – Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

13. Ação contra a mudança global do clima – Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.

14. Vida na água – Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares, e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

15. Vida terrestre – Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir, de forma sustentável, as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da Terra e deter a perda da biodiversidade.

16. Paz, justiça e instituições eficazes – Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

17. Parcerias e meios de implementação – Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

(Fonte: Secom).

Fonte ogirassol
você pode gostar também
×