“Nasce um fio de esperança, que cheguem aos mandantes”, desabafa família de Moisés após prisão de suspeito

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Esperança! Palavra que família de Moisés da Sercon – prefeito de Miracema do Tocantins, assassinado em 30 de agosto de 2018 – mais tem acreditado nos últimos dois anos e cinco meses.

Com a partida repentina e de forma cruel, Moisés Costa da Silva foi encontrado morto com um tiro na cabeça dentro de seu próprio veículo, numa estrada vicinal entre Miranorte e Rio dos Bois, região central do Tocantins

-- Publicidade --

-- Publicidade --

Nesta quinta-feira, 4, com a prisão do suspeito de assassinar o prefeito no estado do Mato Grosso, familiares do político conseguem agora enxergar uma luz e o que mais querem é que o crime seja desvendado.

Em uma entrevista exclusiva ao Gazeta do Cerrado, Fidel Costa, irmão de Moisés, contou que receberam a notícia pela imprensa.

“Nós estamos estarrecidos. Recebemos de supetão a notícia pela própria imprensa. Nasce um fio de esperança. acredito que agora vai desvendar este crime”, disse.

A busca pela elucidação, ou seja, solução do homicídio, já se estende por mais de dois anos e Fidel ressaltou que não importa qual seja a motivação, todos merecem uma resposta.

“Acredito que a polícia não prendeu em vão. Tem alguma comprovação e que chegue aos mandantes. Assim como a população de Miracema, os tocantinenses, nossa família quer ter paz. Não importa qual seja a motivação, nós queremos Justiça e que as investigações cheguem a todos os envolvidos. Não perdemos apenas um gestor, perdemos um ente querido. Precisamos saber, entender o que está acontecendo. Se a população fica querendo saber, imagina a família, um sangue nosso”.

Além de vários protestos em busca de respostas, a família de Moisés chegou a ir até o Ministério da Justiça e pedir ajuda ao então ministro Sérgio Moro.

“É um choque pra gente, esperamos isso há dois anos e cinco meses, sempre fazendo manifestações, buscando todos os órgãos competentes. Até em Brasília, no Ministério da Justiça, buscando essa ajuda nós fomos. Nada justificam o que fizeram. queremos Justiça e queremos que todos os envolvidos sejam condenados”.

Fidel Costa contou à nossa equipe que vai se encontrar ainda hoje com o responsável pelas investigações para discutir como serão as investigações daqui para frente.

Prisão do suspeito no Mato Grosso

A Polícia Civil do Tocantins anunciou nesta quarta-feira, que prendeu um homem de 51 anos, suspeito de ser um dos envolvidos no assassinato de Moisés.

O suspeito foi preso em São José do Xingú durante o cumprimento de um mandado de prisão. Ele também é suspeito de praticar homicídios por encomenda no Tocantins e no Maranhão.

Fonte gazetadocerrado
você pode gostar também