MPTO e CGU vistoriam sistema de acondicionamento de vacinas em Palmas

Tempo estimado para leitura: 1 minuto(s)


Nesta quarta-feira, 23, a promotora de Justiça da Saúde, Araína Cesárea D’Alesssandro, vistoriou a Central de Frios de Palmas, local que realiza a guarda refrigerada de vacinas e insumos fornecidos pelo Sistema Único de Saúde, com o intuito de conferir a regularidade do armazenamento, da distribuição e da logística das vacinas contra Covid-19. Acompanhou a visita, um integrante da Controladoria-Geral de União (CGU).

Foram inspecionados os freezers e câmara fria, sistema de gerador e demais setores responsáveis pelo controle dos imunizantes, sendo constatada a regularidade em todo o sistema.

Na ocasião, a diretora de Vigilância em Saúde, Marta Malheiros, relatou que há ocorrências de atraso na aplicação da vacina em razão da demora, por parte do Estado, em realizar a distribuição dos imunizantes recebidos do Ministério da Saúde, tendo a promotora de Justiça explicado que isto se deve ao número reduzido de servidores do Laboratório Central do Estado (Lacen) que fazem a separação da vacina, mas que o Ministério Público já notificou o Estado a providenciar o aumento do efetivo para agilizar o processo.

Na semana passada, o Ministério Público realizou vistoria no Lacen e fez observações com vistas a melhorar essa distribuição.

Fonte ocoletivo
você pode gostar também